Projeto da EDP quer produzir hidrogênio verde em alto mar a partir da energia eólica offshore

Valdemar Medeiros
por
-
27-12-2021 06:38:06
em Energia Renovável
EDP - energia eólica offshore - hidrogênio verde - alto mar Primeira fase analisou a viabilidade de se criar mercado para a produção de hidrogênio verde a partir de energia eólica offshore, tendo concluído que a viabilidade econômica – Foto: reprodução/ EDP News

A EDP já finalizou as análises de viabilidade do seu projeto BEHYOND, que visa a produção de hidrogênio verde a partir da energia eólica offshore

Já imaginou como seria produzir hidrogênio verde em alto mar através da energia eólica offshore? É possível! Esta foi a conclusão da primeira fase do projeto liderado pela EDP, BEHYOND, em consórcio com a TechnipFMC, WavEC, CEiiA e a Universidade Norueguesa USN.

Leia outras notícias relacionadas

EDP afirma que a produção de energia eólica offshore crescerá nesta década

Ao fim de aproximadamente seis meses, o projeto BEHYOND, da EDP finaliza as análises de viabilidade técnico-econômica para geração de hidrogênio verde a partir da energia eólica offshore, ou seja, em alto mar, onde os recursos eólicos são maiores, de acordo com a empresa em um comunicado.

Nesta fase, que teve os fundos europeus pelo caráter inovador da investigação como apoio, foi criada uma análise de várias configurações para um módulo de geração de hidrogênio verde offshore, onde a eletrólise é realizada com recurso da eletricidade que é gerada por parques de energia eólica offshore, de acordo com os responsáveis pelo projeto da EDP.

De acordo com a empresa, a produção de energia eólica offshore deve crescer de forma significativa até 2030 e o projeto BEHYOND comprova que há um grande potencial para ter uma dupla produção de energia renovável no mesmo local, criando sinergias nas infraestruturas, pontos de rede e cabos de transporte de energia até a “terra firme”.

Projeto da EDP terá sua viabilidade com investimentos de outras empresas

Segundo a EDP, a configuração estudada no projeto pode ser instalada em todo o mundo, gerando e transferindo o hidrogênio verde em larga escala. Este desenvolvimento tecnológico é pioneiro no crescimento da cadeia de valor do combustível no contexto de uma economia azul e poderá ser a solução para que a competitividade dos parques de energia eólica offshore seja expandida.

A primeira fase do projeto da empresa concluiu que a viabilidade econômica será alcançada com os avanços da cadeia de valor e da indústria de hidrogênio verde e, além disso, por meio dos investimentos das empresas que estão se posicionando no mercado, complementado por fundos de apoio à inovação.

Aumento da procura por energias renováveis viabilizará o projeto

De acordo com a EDP, outra forma de viabilizar o projeto será com o fomento para que a indústria acelere o processo de transição para as energias renováveis, expandindo a procura por projetos como este.

A empresa coordenou o projeto por meio da EDP NEW R&D e da EDP Inovação, e também foi responsável pela avaliação estratégica do mercado de energia eólica offshore e hidrogênio verde, pela definição de casos de negócio e também pela inovação tecnológica que será necessária para tornar possível a entrada destas soluções no mercado.

O projeto junta a empresa e a TechnipFMC, uma empresa líder na criação de projetos e soluções de engenharia offshore, os centros de investigação CEiiA, a Universidade de South-Eastern Norway e o WavEC-Offshore Renewables.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.