Preço da gasolina e do diesel podem avançar ainda mais com cortes de fornecimento da Petrobras

Valdemar Medeiros
por
-
22-10-2021 13:42:47
em Petróleo, Óleo e Gás
Gasolina - preço da gasolina - etanol - Petrobras - diesel Abastecimento de veiculo — Foto: Custódio Coimbra/Agência O Globo

Associação que representa distribuidoras de combustíveis pretende recorrer a importação de gasolina e diesel, mas a incerteza sobre os próximos passos da Petrobras tem deixado os empresários receosos  

Na segunda-feira (11), a Petrobras informou às distribuidoras de combustíveis que terão cortes nos pedidos de fornecimento dos combustíveis, principalmente na gasolina e no óleo diesel. Tal decisão, sem sombra de dúvidas, pode ocasionar um sério desabastecimento em diversos postos brasileiros. De acordo com a empresa, os cortes feitos seriam um reflexo da escassez dos combustíveis listados, já que a demanda para gasolina e diesel aumentou cerca de 20%.

Leia outras notícias relacionadas

Redução da Petrobras no fornecimento de combustíveis pode significar desabastecimento de diversos postos pelo Brasil

A Petrobras é a principal responsável pelo fornecimento de mais de 40 distribuidoras de combustíveis por todo o Brasil. Diante dessa questão, algumas destas empresas de distribuição alegaram que a redução proposta pela Petrobras representaria o total comprometimento de boa parte do fornecimento, ou seja, tal decisão poderá causar a falta parcial ou total dos combustíveis nos postos de abastecimento.

Decisão da Petrobras poderá levar as distribuidoras a recorrer a importação de gasolina e óleo diesel, para não ficar no prejuízo

Diante dessa situação, as empresas integrantes da Associação das Distribuidoras de Combustíveis, também conhecida como Brasilcom, terão que recorrer a uma ‘válvula de escape’ para não ficarem no prejuízo e nem correrem o risco de fecharem temporariamente ou até mesmo falirem com a falta de fornecimento dos combustíveis.

A solução para este caso seria importar tanto a gasolina, como o óleo diesel de países do exterior. Porém, se optarem pela importação de ambos combustíveis, as consequências, de acordo com a própria associação, é uma elevação no preço da gasolina e óleo diesel, algo que resultaria em reajuste de preços ainda mais caros para o consumidor.

Importação dos combustíveis deixará o valor da gasolina e do óleo diesel na bomba ainda mais caros, relata Brasilcom

A Brasilcom explica que a consequência da importação da gasolina e do óleo diesel irá refletir 100% no valor final de venda e revenda dos combustíveis, já que, de acordo com os próprios importadores, a gasolina e o óleo diesel estão sendo comercializados no exterior com o valor em torno de 17% acima dos produtos locais.

De acordo com a associação, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) já teria sido comunicada previamente sobre este problema, através de mensagens enviadas via e-mail, pelas distribuidoras.

A Brasilcom considera que a importação dos combustíveis se tornou questão de negócios, mediante decisão da Petrobras, e que a importação da gasolina e óleo diesel irá acontecer por decisão de cada empresa distribuidora, pois essa foi a única alternativa encontrada até agora, porém, não é obrigatória e não cabe a associação se manifestar.

Em nota, a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes, a Fecombustíveis, disse que “por enquanto ainda não há redução e nem falta de combustíveis nas bombas dos postos”. O Diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires, disse: “o problema todo em relação a importação dos combustíveis é a incerteza, pois as distribuidoras ainda não sabem se a Petrobrás pretende importar também. “

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe