Portos do Paraná se consolidam como rota dos navios conteineiros de grande capacidade de carga na América Latina

Valdemar Medeiros
por
-
31-10-2020 11:13:42
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
Porto - navios – contêineres Navio capaz de transportar 12 mil containers

Portos como o Porto de Paranaguá tem se tornado a rota de navios com capacidade para até 12 mil contêineres

Os portos do Paraná se consolidam como rota dos navios contêineres de grande capacidade de carga na América Latina. Nos últimos dois meses, o Terminal de Contêineres de Paranaguá recebeu cinco embarcações com capacidade para carregar quase 12 mil unidades de contêineres, equivalentes a 20 pés. Um sexto navio desse porte chega ao terminal paranaense, neste sábado (31).

Leia também

Navios que podem transportar até 12 mil contêineres

Inicialmente um dos maiores navios atracou no Porto de Santos e recebeu. O Kota Pusaka, de bandeira de Hong Kong, do armador asiático PIL, pode transportar até 11.923 TEU (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés). A embarcação atracou no Tecon Santos, terminal de contêineres administrado pela Santos Brasil na Margem Esquerda do complexo marítimo, em Guarujá.  

A embarcação tem 330 metros de comprimento e 48,2 metros de largura. O cargueiro veio da Ásia e atracou no terminal para o desembarque de 2.923 TEU.   Após a operação, um dos maiores navios do mundo partirá para o porto de Paranaguá (PR).

Em seguida, na próxima terça-feira (3), o Kota Pusaka vai retornar para o embarque de cargas no Tecon. Ao fim das operações, o cargueiro seguirá viagem para Singapura.

Primeira vez que o navio Kota Pusaka atraca no Porto de Paranaguá

Esta é a primeira vez que o navio Kota Pusaka atraca no Porto de Paranaguá. A embarcação tem bandeira de Hong Kong, mede 330 metros de comprimento (LOA) com 48,2 metros de largura (boca) e é capaz de carregar 11.923 unidades de contêineres (TEUs) como mencionado anteriormente.

Segundo o diretor de Operações da Portos do Paraná, Luiz Teixeira da Silva Júnior, os navios com maior capacidade de transporte necessitam de infraestrutura e eficiência operacional, além de maior demanda e carga.

“É o ganho em escala. Carregando mais contêineres em um único navio, os custos do frete são reduzidos, o que diminui os gastos dos usuários e, consequentemente, atrai mais cargas a Paranaguá. A tendência da vinda dos navios maiores faz com que mais exportadores e importadores procurem o Porto para movimentar seus contêineres”, conta o diretor.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.