Petrom quer entrar no mercado de Óleo e Gás comprando participação de empresa portuguesa

Petrom

De olho no mercado de óleo e Gás, empresa do grupo Ecom entra com pedido de aprovação no CADE para adquirir a concessão da portuguesa Galp

A Petrom, empresa do grupo Ecom, acaba de entrar com um pedido de aprovação no CADE para para adquirir a participação da petroleira potuguesa Galp, na concessão BT-SEAL-13, onde está localizado o campo de Rabo Branco, na Bacia de Sergipe-Alagoas.
A participação da Galp na concessão é de 50%, a outra metade é da Petrobras. Trata-se de uma investida forte de uma empresa nova no ramo de óleo e gás.

A Petrom foi criada para explorar o mercado de óleo e gás nacional e negocia a compra dos ativo da Galp para formalizar sua entrada neste mercado.

A concessão

A concessão BT-SEAL-13 controlada pela Galp, engloba os blocos EAL-T-412, 419, 429 e 456, adquiridos na sétima rodada da ANP. Todos foram devolvidos à agência em abril de 2018.
Segundo a ANP o campo de Rabo Branco, alvo da disputa, produziu em maio 156 bopd e 3 mil m³/d de gás natural. O campo foi descoberto em 2007.

A petroleira portuguesa, tem ainda, participações nos campos de Sanhaçu (50%), na Bacia Potiguar; Lula (10%), Oeste de Atapu (10%), Sururu (10%) e Berbigão (10%), em Santos.

O grupo Ecom atua no Brasil no mercado de geração e distribuição de energia elétrica e comercialização de GLP e está expandindo seus negócios investindo US $ 5 milhões de dólares no chile em uma planta de geração fotovoltaica de 3 MW.
“O Chile tem forte potencial de geração de energia solar” declarou Pulo Toledo, sócio diretor da Ecom Energia por ocasião do investimento.

leia também aqui no seu portal CPG !

EDP recebe licença ambiental para LTs e subestação no Maranhão. Serão 127 Km de linhas que percorrerão seis municípios do estado, gerando cerca de 500 empregos diretos.

A GranEnergia do Brasil foi premiada com um contrato de 93 dias pela Petrobras para apoiar a campanha de manutenção do FPSO P-31 e P-50 com seu alojamento DP3, o Floatel CSS Olympia.

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)