Petroleira da Malásia compra campo de Petróleo e inicia operações no Brasil

Petróleo

Aproveitando a 16° leilão de petróleo da rodada de concessões da ANP petroleira Malaia compra campos na Bacia de Campos e faz sua estréia no Brasil

A Petronas, petroleira da Malásia, veio ao Rio de Janeiro querendo ocupar o papel de protagonista no leilão da 16° rodada de concessões do petróleo da ANP, realizado ontem (10/10), no Grand Hyatt Hotel. Leilão de Petróleo bate recorde de arrecadação, veja aqui !
A Petronas participou da maior venda do leilão. Com 20% de participação em um consórcio com a francesa Total (40%) e QPI Brasil (40%) arremataram, por R$ 4,029 bilhões, o bloco C-M-541.

A companhia adquiriu também por R$ 1,115 bilhão o bloco C-M-661. A proposta venceu duas propostas: uma do consórcio BP e Equinor (R$ 850 milhões); e outra do grupo formado por Shell, Chevron e QPI Brasil (R$ 285 milhões).
Mas estes não foram os únicos campos de petróleo que a Petronas comprou no leilão. A petroleira mostrou que não veio para brincadeira e adquiriu também o bloco C-M-715, com um lance de R$ 24,977 milhões.
Ambas as aquisições foram em sua totalidade, portanto a Petronas será a única dona dos blocos  C-M-661 e C-M-715 na bacia de Campos.

A 16ª Rodada ofertou 36 blocos nas bacias sedimentares marítimas de Campos, Pernambuco-Paraíba, Jacuípe, Camamu-Almada e Santos, mas somente 12 blocos foram adquiridos.
Entretanto a arrecadação dos bônus de assinatura foi recorde no regime de concessões. O valor que será pago aos cofres da união foi de R$ 8,9 bilhões.

A empresa

A Petronas, abreviação de Petroliam Nasional Berhad, é a empresa estatal da Malásia de petróleo e gás que foi fundada em 17 de agosto de 1974. É uma empresa totalmente estatal que possui todas as reservas de petróleo e gás natural da Malásia.

A Petronas não será a única estreante no Brasil que adquiriu campos de Petróleo durante o leilão da 16° rodada de concessões, a americana ExxonMobil também conquistou sua primeira vitória em leilões no país. A petroleira comprou sozinha o bloco C-M-479 por R$ 25,350 milhões.

Leia aqui no seu portal CPG ! Petrobras e Equinor firmam investimentos focados em projetos de geração termelétrica a gás natural !

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)