Petroleira boliviana YPFB cobiça por oferta de compra no GASBOL Petrobras


YPFB – petroleira estatal boliviana, informou nesta terça-feira, 09, seu interesse em lançar oferta de compra em duto da Petrobras, que traz gás da Bolívia ao Brasil.

Petroleira boliviana YPFB,  explanou seu interresse  nesta terça-feira, 09 de julho, em lançar oferta por participação em duto que traz gás da Bolívia ao Brasil. A estatal informa que o objetivo seria garantir melhores termos para sua comercialização.

A boliviana tem o intuito de realizar o lance por uma fatia não revelada da parcela de 51% pertencente à Petrobras na Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG), que leva gás natural boliviano da fronteira entre os países até São Paulo, afirmou a companhia em um comunicado.

Segundo a YPFB, a ampliação de sua atual fatia de 12% no gasoduto a permitiria negociar diretamente com as empresas distribuidoras de gás natural e com indústrias do setor privado.

Petrobras é forçada à sair do gasoduto Brasil-Bolívia

Nesta segunda-feira, 8 de julho, a Petrobras afirmou que venderia sua parcela na TBG como parte de um acordo com o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), que prevê uma série de desinvestimentos da petroleira.

A Petrobras apontou que o acordo vai proteger condições competitivas, além de encorajar novos participantes a entrarem no mercado de gás natural, mas não deixou claro quando ou como realizará as vendas dos ativos.

O acordo entre a petroleira e o Cade é a razão do processo de abertura do mercado de gás. O governo estima com esse trato atrair investimentos de até R$ 32,8 bilhões em novos gasodutos e terminais até 2032 e reduzir o preço em até 40% para estimular a indústria e impulsionar o crescimento da economia.

O gasoduto Brasil-Bolívia é o principal canal de transporte de gás do país. Atravessa Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, passando por 136 cidades.

Por ele, passam, diariamente, 30 milhões de m3 de gás, entregues a sete distribuidoras locais. O gasoduto também abastece termelétricas e refinarias diretamente, ao longo de seu traçado.

Prefeitura de Niterói celebra aliança para atrair investidores no pré-sal. A agência de incentivo NitNegócios firmou um convênio com a prefeitura de Niterói na última semana, a fim de cativar empresas para a cidade e reerguer o segmento naval

Flavia Marinho

About Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.