Petrobras renova contrato do PLSV Sapura Topázio

Petrobras

Navio de lançamento de risers flexíveis (PLSV) da empresa seguirá operando para a Petrobras por mais 420 dias, que tem outros quatro ainda sob contrato

Aos poucos os navios que prestam apoio às operações da Petrobras no offshore brasileiro vão ganhando novos contratos. Isto só confirma que as atividades estão sendo retomadas. No final de junho deste ano a Wartsila assinou contrato e fará a manutenção em seis navios PLSVs da Sapura.

A Petrobras e a Sapura Navegação acabaram de comunicar ao mercado a assinatura de um contrato para estender o prazo de afretamento do PLSV Sapura Topázio por 420 dias. O novo contrato já está em vigor e começou na última segunda-feira (28/10).
O navio presta serviços de apoio a Petrobras desde 2014 e tem capacidade para suportar tensão de até 550 tons. no lançamento de risers flexíveis.

A Petrobras vai desembolsar R$ 424 milhões pelo afretamento e R$ 323 milhões pela prestação do serviço à Sapura navegação.

Além do Topázio, a Sapura opera os PLSVs Sapura Onix, Esmeralda, Jade e Rubi para a petroleira brasileira, que trabalha com outras companhias e tem outras dez embarcações atuando sob seus contratos: a Seven Cruzeiro, Seven Rio, Seven Sun e Seven Waves, da Subsea 7; o Skandi Olinda, Skandi Recife, Skandi Açu e Skandi Búzios, do consórcio TechnipFMC-DOF; e o Top Coral do Atlântico e Top Estrela do Mar (TechnipFMC-Ocyan).

Os PLSVs da TechnipFMC-Ocyan terão seus contratos findados no próximo dia 30 de outubro e em 1º de dezembro deste ano, respectivamente.

A empresa

A Sapura é uma empresa brasileira especializada em serviços submarinos, joint venture entre duas multinacionais com importância ímpar nos seus mercados: a Seadrill e a Sapura Energy.

Trata-se de um dos principais players do mercado brasileiro, com uma frota de navios de serviços submarinos como apoio, instalação e lançamento de dutos flexíveis. A companhia conta com uma força de trabalho atual que ultrapassa 1000 profissionais e engloba 21 diferentes nacionalidades.

Fonte: Revista Brasil Energia

Leia também ! Petrobras vende navio sonda VITORIA 10000 por US$ 15 milhões !

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em embarcações e grandes navios. Apesar de pouco divulgado, este é um mercado dinâmico, com boa remuneração e escalas de folgas diferenciadas, em algumas empresas trabalha - se 6 meses por ano apenas.

Se você deseja saber o caminho para se trabalhar em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcante, assista o vídeo revelador que tenha ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.

Posted Under
Sem categoria