Petrobras vende navio sonda VITORIA 10000 por US$ 15 milhões

Petrobras navio-sonda VITORIA 10000

Petrobras finalmente consegue vender o navio de perfuração Vitoria 10000;  segundo fontes a plataforma está prevista ir para ferro-velho

A petrolífera brasileira Petrobras conseguiu vender o navio- sonda de águas ultraprofundas Vitoria 10000 depois que seu primeiro leilão não recebeu ofertas. Em março deste ano, a estatal anunciou que iria vender a abarcação Vitória 10.000, ex-schahin, que durante muito tempo, foi protagonista de um processo na justiça entre as duas companhias.

Segundo o corretor norueguês Bassoe Offshore, o navio de perfuração foi vendido no início desta semana por cerca de US$ 15 milhões.

“No segundo leilão do navio de perfuração pertencente à Petrobras, Vitória 10000, a oferta mais alta foi de US$ 15,05 milhões. O nome do maior lance ainda não foi divulgado, mas as indicações apontam para uma venda para fins de reciclagem”, disse Bassoe Offshore  nesta quarta-feira.

Como relatado anteriormente, a empresa tentou vender a plataforma construída em 2010 em um leilão em setembro. O lance mínimo inicial foi estabelecido em US$ 47 milhões.

Nenhuma oferta foi enviada, forçando a Petrobras a organizar o segundo leilão, diminuindo a oferta inicial para US$ 5 milhões, com “intervalos” de US $ 1 milhão definidos entre as ofertas.

O Vitoria 10000 tem 227,8 metros de comprimento, com uma largura de 42 metros construída pela Samsung Heavy Industries em 2010.

Ele pode acomodar 199 pessoas e tem uma capacidade máxima de profundidade de perfuração de 11430 metros. É capaz de perfurar em lâmina d’água de até 3048 metros.

No entanto, se o relatório da Bassoe estiver correto, nenhum desses recursos será importante, pois a plataforma está prevista ir para o ferro-velho.

Flavia Marinho

About Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.