Home > Sem categoria

Petrobras desiste de vender a terceira maior refinaria do Brasil

Renato Oliveira
por
-
26-07-2019 16:12:38
em Sem categoria
Revap Refinaria da Petrobras

A Revap, Refinaria Henrique Lage, em São José dos Campos, sai da lista de desinvestimentos da Petrobras e não será mais vendida.

A Petrobras tomou a decisão de retirar a Revap, sua terceira maior refinaria da lista de 8 refinarias que prometeu vender, segundo seu plano de desinvestimentos.
Muito embora a Petrobras não tenha divulgado o motivo de tal decisão, acredita-se, segundo especialistas, que a iniciativa é devida a uma estratégia de mercado da companhia.

A Refinaria Henrique Lage, localizada em São José dos Campos, é a grande fornecedora de combustível de aviação do estado de São Paulo, sendo responsável por cerca de 80%.
Para se ter uma ideia da importância da refinaria, todo o combustível para abastecer o aeroporto de guarulhos vem da unidade, além da importância para a economia da região, com seus 6 mil postos de trabalho.

Acredita-se que a Petrobras não quis abrir mão da receita gerada pela refinaria que tem capacidade de produzir 250 mil barris por dia, o que representa 14% da produção nacional.

As oito refinarias que serão vendidas

A Petrobras possui 13 refinarias por todo o Brasil e segundo seu plano de desinvestimentos conseguiu a aprovação no CADE para vender oito delas.
A intenção da estatal é “fazer caixa” para diminuir o grau de endividamento da empresa que atingiu, em março deste ano, R$ 78,8 bilhões.

As oito refinarias foram divididas em dois grupos de quatro cada um,  e as quatro primeiras a serem vendidas foram divulgadas no final de junho e são:  Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco; Landulpho Alves (RLAM), na Bahia; Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná e Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul.

As outras quatro refinarias que serão vendidas, segundo a Petrobras, são: Refinaria Gabriel Passos (REGAP), em Minas Gerais; Isaac Sabbá (REMAN), no Amazonas; Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), no Paraná e Lubrificantes e Derivados do Nordeste (LUBNOR), no Ceará.

Especula-se no mercado que a Petrobras manteria sob seu controle ativos no Sudeste, seu principal polo consumidor, são elas as refinarias de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, e Presidente Bernardes, Capuava e Paulínia, as três localizadas em São Paulo, assim como a Henrique Lage.

Leia também ! Petrobras vai leiloar navio sonda de sexta geração !

Tags:
Renato Oliveira
Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships.