Início Petrobras anuncia que FPSO Almirante Barroso partiu da China para produção de petróleo e gás natural no Campo de Búzios

Petrobras anuncia que FPSO Almirante Barroso partiu da China para produção de petróleo e gás natural no Campo de Búzios

18 de julho de 2022 às 10:33
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A embarcação FPSO Almirante Barroso acaba de sair da China, segundo informações da Petrobras, e passará por algumas fases de testes antes de chegar ao Brasil para a produção de petróleo e gás natural na região do Campo de Búzios.
Fonte: Petronotícias

A embarcação FPSO Almirante Barroso acaba de sair da China, segundo informações da Petrobras, e passará por algumas fases de testes antes de chegar ao Brasil para a produção de petróleo e gás natural na região do Campo de Búzios.

A companhia Petrobras anunciou que no último domingo, (17/07), a plataforma FPSO Almirante Barroso partiu do estaleiro Cosco, na China, para iniciar a sua trajetória até o território nacional. A embarcação será responsável pela produção de petróleo e gás natural no Campo de Búzios, localizado na Bacia de Santos, na região Sudeste do país, e vai colaborar para uma expansão na exploração dos recursos no local.

FPSO Almirante Barroso deixou estaleiro da China para iniciar rota até o Brasil para produção de petróleo e gás natural no Campo de Búzios, segundo a Petrobras

O projeto da Petrobras de produção de petróleo e gás natural no Campo de Búzios, localizado na Bacia de Santos, está cada vez mais avançado e o FPSO Almirante Barroso partiu da China no último domingo para iniciar a sua rota ao Brasil. O anúncio foi feito pela Petrobras durante esta última terça-feira, que também contou com mais informações sobre o futuro do trajeto da plataforma até chegar ao território nacional. 

Artigos recomendados

Assim, a estatal destacou que, antes de iniciar a sua viagem para o Brasil definitivamente, o FPSO Almirante Barroso passará por alguns testes de navegação durante cinco dias ainda em águas chinesas, para verificar a segurança e qualidade das operações.

Em seguida, a embarcação irá realizar paradas em Singapura e Ilhas Maurício, onde irá abastecer e trocar a tripulação. Dessa forma, o FPSO deverá chegar ao território nacional por volta de outubro deste ano, quando passará pela etapa final de comissionamento e testes de aceitação no estaleiro BrasFELS, em Angra dos Reis, no estado do Rio de Janeiro. 

A produção do FPSO Almirante Barroso no Campo de Búzios está prevista para começar por volta do início de 2023, com foco na exploração de petróleo e gás natural na região. E, segundo os dados do projeto da Petrobras, a embarcação contará com capacidade de produzir diariamente até 150 mil barris de óleo e processar 6 milhões de m³ de gás, além de ter a capacidade de injeção de água de 220 mil barris de água por dia no campo da Bacia de Santos. 

Projeto de produção de petróleo e gás natural no Campo de Búzios avança e FPSO Almirante Barroso contribuirá fortemente para a expansão da exploração no local

O projeto de produção de petróleo e gás natural no Campo de Búzios será fortemente beneficiado pela chegada da plataforma FPSO Almirante Barroso ao Brasil, uma vez que a Petrobras espera uma produção diária de cerca de 575 mil barris de óleo. Dessa forma, a área passará a ser a responsável por 33% da produção de óleo da Petrobrás em 2026, garantindo assim uma aceleração nos planos de crescimento da empresa. 

A responsável pelo desenvolvimento do projeto e pela operação da plataforma no Campo de Búzios é a japonesa Modec e o presidente e CEO da empresa em Singapura, Soichi Ide, destacou: “O FPSO Almirante Barroso MV32 é um dos projetos mais importantes para a Petrobrás, Modec e muitos de nossos parceiros e partes interessadas. Será o primeiro FPSO do campo de Búzios a ser entregue e operado por uma contratada. Como um dos navios de maior produção em nossa frota, o MV32 representa um marco significativo de nossa presença comercial no Brasil”.

Agora, a Petrobras aguarda as próximas etapas de testes do FPSO Almirante Barroso nas águas chinesas para dar continuidade à sua rota ao território nacional, avançando no projeto de exploração dos combustíveis no Sudeste do país.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes