Para ampliar capacidade de produção, Gerdau irá investir US$ 500 milhões em usina, no estado de Minas Gerais

Roberta Souza
por
-
05-08-2021 15:21:50
em Economia, Negócios e Política
Gerdau – usina – Minas Gerais Unidade da Gerdau/ Fonte: Viridis Energy

O aporte da Gerdau será destinado a ampliar da capacidade de laminação de bobinas a quente e de produção de perfis estruturais em sua usina em Ouro Branco

Ontem, quarta-feira (04/08), Gustavo Werneck, o presidente-executivo da Gerdau afirmou em teleconferência que a empresa irá ampliar a capacidade de laminação de bobinas a quente e de produção de perfis estruturais em sua usina em Ouro Branco, no estado de Minas Gerais, em investimentos que têm como referência um total de US$ 500 milhões. Veja ainda: Gerdau está com contratando operador, torneiro, técnico de manutenção, auxiliar e mais, para vagas de emprego e estágio em SP, MG, RJ e outros estados

Detalhes sobre o novo investimento da Gerdau em sua usina, em Minas Gerais

“Nosso laminador de bobinas a quente já está operando a plena capacidade…O investimento começa agora e deve ser concluído em 2024”, disse Gustavo Werneck em teleconferência com jornalistas sobre o resultado recorde da Gerdau no segundo trimestre. O prazo do laminador é o mesmo do equipamento de perfis estruturais, que produz vigas metálicas para a construção civil.

A capacidade do laminador de bobinas a quente (BQ) será de 250 mil toneladas por ano, enquanto a da máquina de perfis, produto que a Werneck afirmou que a Gerdau é o único produtor na América Latina, será de 500 mil toneladas por ano.

Os investimentos nos equipamentos não foram revelados na reunião com jornalistas, mas em teleconferência com analistas Werneck citou que “uma ordem de grandeza do (investimento em) BQ é de cerca de US$ 200 milhões e um investimento em um laminador de perfis estruturais como esse é de cerca de US$ 300 milhões”.

Novos aportes a serem feitos

Segundo o vice-presidente de finanças da Gerdau, Harley Scardoelli, como o laminador de bobinas atual da empresa está operando a plena capacidade há algum tempo, a produção adicional a ser trazida pelo novo equipamento poderá ser absorvida rapidamente. Já no caso da máquina de perfis isso ocorreria mais paulatinamente.

Os executivos afirmaram que os investimentos iniciais nos dois novos equipamentos já estão incluídos no plano de orçamento de R$ 3,5 bilhões projetados para toda a empresa em 2021. Com as novas máquinas, a capacidade da usina de Ouro Branco vai subir para 1,1 milhão de toneladas de bobinas a quente por ano, mesmo volume para os perfis estruturais. Segundo a Gerdau, dos investimentos projetados para 2021, R$ 1,1 bilhão serão dedicados para expansão e atualização tecnológica. Em 2020, o investimento da companhia foi de R$ 1,65 bilhão, após R$ 1,75 bilhão em 2019.

Confira ainda esta notícia: Shell e Gerdau fecham parceria inédita para investimentos em uma nova usina de energia solar no estado de MG

A Shell Brasil e a Gerdau fecharam uma parceria de cooperação para efetuar investimentos em uma usina de energia solar no município de Brasilândia de Minas, em Minas Gerais (MG). A parceria estabelece ideias iniciais para a criação e discussão de uma nova joint venture.

A usina que recebeu o nome de Aquarii terá uma capacidade instalada de 190 MW e fornecerá uma parte da energia sustentável para o mercado livre de energia, por meio da comercializadora de energia da Shell e outra parte para as unidades de Produção de aço da Gerdau, a partir do ano de 2024. A joint venture de energia solar, terá participação igualitária das duas empresas e compõe a estratégia de descarbonização e transição energética das companhias.

Se trata de um passo voluntário da Shell Brasil na oferta de mais serviços e produtos que venham da energia renovável, que está completamente alinhada com a busca de uma matriz energética mais limpa pela Gerdau. O investimento em energia solar também venderá eletricidade para consumidores livres, contribuindo com o aumento do parque gerador do estado de MG e com a segurança energética da região com mais energia sustentável.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe