Omega Energia fecha parceria com a Heineken para energia renovável no Nordeste por 10 anos

Valdemar Medeiros
por
-
03-09-2021 11:35:36
em Energia Renovável
Omega energia - Heineken - energia renovável - Nordeste Contrato prevê fornecimento de energia renovável pelo período de 10 anos para quase 100% da produção da cervejaria no Brasil; iniciativa marca ainda o contínuo investimento da Omega no Nordeste Foto: Divulgação

Heineken e Omega Energia fecham parceria para fornecimento de energia renovável visando alimentar cervejarias e centros de distribuição na região Nordeste, deixando de emitir 270 mil toneladas de CO2

A Omega Energia fechou uma parceria com o Grupo Heineken para a instalação de ativos de geração de energia renovável no Nordeste, com a missão de fornecer energia suficiente para atender 100% do consumo de nove centros de distribuição e 13 cervejarias no Brasil. A parceria foi anunciada pela Omega, que fechou o acordo através da Omega Desenvolvimento, nesta quarta-feira (01).

Leia também

Omega energia e Heineken reduzem de 270 mil toneladas de emissões de gás carbônico

Ainda de acordo com a Omega Energia, a operação de energia renovável no Nordeste trará como resultado, uma redução de 270 mil toneladas de emissões de gases poluentes na atmosfera.

Além disso, o contrato entre a Heineken e a Omega Energia prevê fornecimento de energia renovável por um período de dez anos. De acordo com Fabiana Polido, diretora comercial da Omega Energia, com o contrato com a Heineken para o Nordeste, a empresa mostra que está sempre pronta para criar soluções inovadoras e customizadas de energia renovável para seus clientes e contribuir com a construção de uma sociedade com energia limpa, sustentável e competitiva.

Heineken deseja ser verde, assim como suas garrafas

Seguindo o mesmo caminho sustentável, a Heineken tem o compromisso de zerar as emissões em sua produção no país até o ano de 2023, sete anos antes da meta global da empresa, e ainda pretende, até 2040, neutralizar sua pegada de carbono em toda a cadeia de valor.

De acordo com Ornella Vilardo, a gerente de sustentabilidade da cervejaria, a Heineken reconhece seu papel atuante neste desafio que é fomentar e promover impactos positivos socioambientais no Brasil. Segundo a gerente, o contrato de energia renovável no Nordeste com a Omega Energia representa um marco para a utilização da energia vinda de fontes 100% limpas das unidades produtivas da empresa.

O caminho da Heineken rumo à neutralidade teve início em 2018 e atualmente seis das 12 cervejarias da empresa no Brasil já utilizam biomassa nas caldeiras, no lugar do gás natural. Ornella afirma que um dos grandes desafios é alcançar a neutralidade logística.

Para isso a Heineken planeja, além do Nordeste, levar energia renovável aos 31 centros de distribuição até 2023 e dois anos depois, utilizar apenas empilhadeiras elétricas. Além disso, em julho deste ano deu início em um teste piloto com caminhões elétricos em Salvador e São Paulo, locais importantes para o grupo.

Conheça melhor as empresas envolvidas no projeto

A Heineken foi criada há mais de 140 anos e atualmente são mais de 25 milhões de produtos vendido todos os dias, espalhados em quase 200 países de todo o mundo, sem nunca perder a qualidade e a pureza das cervejas.

A marca surgiu em 1873 e de lá para cá construiu um grande nome entre as melhores cervejarias do mundo. Já a Omega Energia, bem mais nova, surgiu em 2008 e vem se tornando referência em geração de energia renovável. Atualmente a empresa é uma das maiores detentoras de ativos renováveis no Brasil e está presente em sete estados brasileiros com 1.869 MW de capacidade contratada.    

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe