Ocyan vende a plataforma ODN Delba III para empresa holandesa

Ocyan plataforma petróleo sonda OOS Internacional Pemex

A OOS Energy, subsidiária da empresa holandesa OOS International, assumiu a plataforma de perfuração semi-submersível ODN Delba III da Ocyan

A OOS International disse na semana passada que as equipes de gerenciamento onshore e offshore da OOS Energy Rig Management assumiram a gestão da plataforma em 7 de novembro. A empresa acrescentou que a gerência e a equipe do escritório começaram a preparar a sonda para sua viagem ao México após a entrega.

Veja também

A preparação incluiu a finalização de toda a documentação e certificação necessárias, de acordo com as auditorias intermediárias conduzidas e aprovadas com sucesso.

Segundo a OOS, o ODN Delba III partiu da Baía de Guanabara no sábado, 9 de novembro, para trabalhar em um projeto no México.

Um relatório de segunda-feira da corretora norueguesa Bassoe Offshore afirmou que a OOS havia adquirido a ODN Delba III em cooperação com um consórcio bancário. Segundo Bassoe, a plataforma funcionará para a empresa mexicana de petróleo e gás Pemex.

O contrato para o ODN Delba III está programado para começar em 1º de maio de 2020. A sonda trabalhará para a Pemex por três anos (1.095 dias), com uma diária de US $ 145.000.

A sonda, construída pela International Management & Construction Corporation (IMCC) em 2011, é capaz de perfurar a uma profundidade de 2.400 metros.

Após a venda do ODN Delba III, a Ocyan possui cinco plataformas de águas profundas, quatro das quais são navios de perfuração e uma semi-submersível. Todas as plataformas são afretadas para a grande Petrobras. No site Marine Traffic você encontra mais informações sobre esta sonda.

A OOS Energy também é dona do navio de perfuração OOS Tiger 1, que também recebeu um contrato com a Pemex do México em setembro de 2018.

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.
Posted Under
Sem categoria

Sobre Paulo Nogueira

Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.