Nova usina termelétrica será construída no estado de São Paulo. Cerca de R$ 250 milhões serão investidos no empreendimento

Roberta Souza
por
-
21-07-2021 16:50:42
em Usina e Agronegócio
Usina – termelétrica – São Paulo Termelétrica será instalada na Usina Barra Grande, em Lençóis Paulista/ Fonte: Jornal O ECO

A usina termelétrica será construída em São Paulo pela empresa Zilor, com negócios nas áreas de energia, alimentos e gestão de propriedades agrícolas

A Zilor, multinacional do setor sucroenergético, anunciou no início deste mês, que irá investir R$ 250,1 milhões na instalação de termelétrica na Usina Barra Grande, em Lençóis Paulista, no interior do estado de São Paulo. A empresa após vencer um leilão para fornecimento de energia promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no início deste mês anunciou que a nova unidade, que irá gerar energia a partir do bagaço de cana-de-açúcar, deve entrar em operação em abril de 2024. Veja ainda: Usina termelétrica no Mato Grosso do Sul será reativada e ajudará no fornecimento de energia diante de crise hídrica

Os detalhes da nova usina termelétrica que será construída no estado de São Paulo

A empresa que construirá a nova usina, explica que, em 20 anos, prazo da concessão, irá fornecer 169.068 MWh/ano, pelo valor de R$ 188,00/MWh, com reajuste anual pelo IPCA. “O volume de energia vendido no leilão representa crescimento de, aproximadamente, 30% na cogeração de energia da Companhia, contribuindo para diversificação dos negócios da Companhia e maior previsibilidade na geração de caixa”, diz.

O investimento previsto para o projeto da usina termelétrica, chamada de Usina Barra Grande 2, será no total de R$ 250,1 milhões, e será desembolsado durante os próximos três anos e os valores, de acordo com a Zilor, serão direcionados para a aquisição de caldeira, turbo geradores e demais equipamentos, além da modernização do parque industrial, moendas e consumo de vapor para a operação da termelétrica em Lençóis.

Investimentos previstos no empreendimento

O gerente de Energia Elétrica da Zilor, Gil Mesquita de Oliveira Rabello Queiroz, diz que o investimento na usina termelétrica irá gerar ganhos de receita e melhoria operacional no parque industrial, com maior eficiência (em virtude dos novos equipamentos e otimizações de processo), além de novas oportunidades de desenvolvimento local; e com a movimentação da economia, por meio da contratação de empresas de construção civil e mão de obra especializada durante a implantação do projeto.

Confira ainda: Nova usina termelétrica, que utilizará casca de arroz como combustível para gerar energia, será construída no estado do Rio Grande do Sul

A Creral, empresa do segmento de energia, conseguiu a licença de instalação para dar prosseguimento ao projeto da usina termelétrica Litoral Norte, que será instalada no município de Capivari do Sul, no estado do Rio Grande do Sul. Alderi do Prado, presidente da empresa, diz que já estão trabalhando há dois anos neste projeto da usina termelétrica e que, com a licença, agora irão trabalhar no projeto executivo e na contratação dos equipamentos de geração e infraestrutura.

A usina termelétrica que será construída utilizará casca de arroz como combustível para gerar energia, com potência instalada de 5 MW, que consumirá 40 mil toneladas de casca de arroz anualmente. A casca de arroz que será utilizada na usina termelétrica em Capivari do Sul será fornecida por companhias arrozeiras dos municípios de Capivari do Sul, Santo Antônio da Patrulha e Palmares do Sul.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos