Nissan, a terceira maior fabricante japonesa de automóveis, passa a usar Porto de Suape para distribuição de carros no Nordeste

Flavia Marinho
por
-
18-03-2021 14:28:55
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
Nissan - emprego - carros importados - rio de janeiro - porto de suape - nordeste - vagas Terminal portuário do Rio de Janeiro recebendo carros importados da Nissan / Fonte: Reprodução – Via Google


Terminal portuário de Pernambuco se une ao do Rio de Janeiro para receber carros importados da Nissan que chegam de outros países

Com o objetivo de tornar ainda mais ágil a distribuição de carros para o Nordeste e, posteriormente, ao Norte do Brasil, a Nissan está iniciando a operação logística no Complexo Industrial Portuário Governador Eraldo Gueiros, conhecido como Porto de Suape, em Pernambuco. Após a Ford sair do Brasil e interromper produção de carros na Bahia, Camaçari vive o ‘desmanche’ de fábricas e 7,5 mil pessoas devem perder seus empregos

Leia também

Além de Suape, a Nissan mantém a operação no Porto do Rio de Janeiro (RJ) para receber os carros importados e realizar a distribuição para as regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

O porto pernambucano passa a ter um posto de vistoria e expedição da marca japonesa a fim de garantir a qualidade dos modelos e o cumprimento dos processos globais da Nissan.

Picape Frontier, da Nissan é o primeira a desembarcar no Porto de Suape

O primeiro modelo a desembarcar no porto de Suape será a picape Frontier, que é importada da Argentina, de onde sai do porto de Zárate. A montadora garante que planejou procedimentos que buscam garantir mais eficiência, qualidade e celeridade para os clientes que procuram os veículos da marca no mercado brasileiro.

“Com a opção de também desembarcarmos veículos importados pelo Porto de Suape, reduziremos o tempo de chegada dos modelos para nossa rede e teremos mais opções para os clientes”, afirma Tiago Castro, diretor sênior de Vendas e Marketing da Nissan.

O Nissan Sentra também vem importado do México enquanto o Crossover Versa é fabricado no Rio de Janeiro.

“A proximidade do porto com os nossos concessionários do Nordeste e Norte compensa mesmo o maior tempo da rota de navios vindos do Sul”, explica Andrey Olijnyk, diretor de Logística e Controle de Produção da Nissan América do Sul.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.