Navio que atua no setor offshore da Bacia de Campos afunda, 18 pessoas foram salvas e a Marinha foi notificada

Paulo Nogueira
por
-
20-11-2020 16:33:12
em Petróleo, Óleo e Gás
Navio afunda Bacia de Campos Naufrágio MV Carmen OceanPact Plataforma

O navio que naufragou prestava serviços de apoio offshore para a Oceanpact Serviços Marítimos. O acidente acidente aconteceu próximo ao campo de Albacora, na Bacia de Campos na madrugada desta sexta-feira(20). A tripulação estava composta por 18 pessoas e segundo a Marinha, todos foram resgatados e passam bem.

A Marinha informou em nota oficial à imprensa que, através do Comando do 1° Distrito Naval, graças a outras embarcações de apoio que estavam próximas do naufrágio, os tripulantes foram resgatados com vida e sem ferimentos. Veja o vídeo abaixo:

Relatos do Resgate.

“Foi realmente bem dramático…ouvir mayday por 3 vezes e na sequência o sinal AIS da Embarcação Carmen sumir. Estávamos na P50 a 9MN do local e às 05:10 iniciamos a navegação para o local. Chegamos as 06:00 e encontramos muitos destroços flutuando… As embarcações listadas acima já estavam efetuando o resgate… Felizmente os 18 tripulantes reportados pela Carmen por ocasião do mayday foram resgatados.??”

“O CMT da embarcação foi solicitado ao passadiço às 0400h pelo IMT com uma banda repentina na embarcação. Às 0430h, apesar de todos os esforços, a embarcação afundou a popa. Foi dada ordem de abandono, todos com coletes e a balsa-inflável foi acionada. Toda a tripulação encontra-se em segurança na assistencial Seacor Grant. A embarcação Carmem foi ao fundo. Pode vir a ser recuperada ou fazer outra igualzinha.”

De acordo com a Marinha, a empresa proprietária do navio que afundou, o “MV Carmen”, foi notificada a manter um navio em prontidão na área, com capacidade de contenção de óleo no local do naufrágio, para garantir a segurança da navegação na área e a prevenção de eventual vazamento de óleo.

A Marinha já instaurou um inquérito administrativo para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente. Quando concluído o inquérito será encaminhado ao Tribunal Marítimo.

Segundo o Sindipetro Norte Fluminense (NF), o navio, de propriedade da empresa OceanPact Serviços Marítimos, saiu de Niterói no último dia 15 e realizava serviços de oceanografia, quando naufragou por volta das 4h50, aproximadamente. Segundo o Sindipetro NF, o acidente é um alerta para mostrar a necessidade de fortalecer as equipes de fiscalização “in loco” nas atividades operacionais.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.