Início Média mais cara do preço do etanol e da gasolina foi encontrada nos postos de combustíveis do Rio de Janeiro, com alta superior a 10% para o biocombustível

Média mais cara do preço do etanol e da gasolina foi encontrada nos postos de combustíveis do Rio de Janeiro, com alta superior a 10% para o biocombustível

11 de junho de 2022 às 14:01
Compartilhe
Siga-nos no Google News
gasolina - etanol - diesel - gnv - preço - combustível - Rio de Janeiro - petróleo
fila em posto de gasolina

Rio de Janeiro segue liderando o cenário de alta em relação ao preço dos combustíveis etanol e gasolina. Diesel também não dá alivio para o bolso dos cariocas e atinge R$ 5,451

Aumento no preço da gasolina, diesel, GNV e etanol não dá folga para o bolso do consumidor, e o Rio de Janeiro é o estado que mais tem sofrido com a alta dos combustíveis. De acordo com o mais recente levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), os postos de abastecimento da Região Sudeste registraram alta superior a 10% para o preço do etanol na primeira quinzena de novembro. 

Leia também

O aumento de 10,3% é o segundo maior desde o início do ano, ficando atrás apenas do mês de março, que registrou um crescimento de 21,47% para o combustível. O etanol foi comercializado a R$ 5,829.

Artigos recomendados

Rio de Janeiro tem etanol e gasolina mais caros do Sudeste brasileiro

No balanço regional, o Rio de Janeiro segue apresentando cenário de alta em relação aos combustíveis. Tanto o etanol como a gasolina mais caros do Sudeste brasileiro foram comercializados nos postos fluminenses nos primeiros dias de novembro, com valores de R$ 6,346 e R$ 7,322, respectivamente. Já em São Paulo, apesar da alta de 12,75% registrada para o preço do etanol, o estado teve as menores médias no valor do combustível – R$ 5,281. A gasolina mais barata também foi encontrada nos postos paulistas, a R$ 6,430.

“Com a alta expressiva no preço médio do etanol nos primeiros dias de novembro, a gasolina acabou se tornando a opção mais vantajosa para os motoristas que abastecem nos quatro Estados da Região Sudeste, segundo o levantamento da Ticket Log”, aponta Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Diesel não fica de fora e atinge R$ 5,451

O diesel e o diesel S-10 foram comercializados pelo maior preço médio nos postos de abastecimento de Minas Gerais, a R$ 5,482 e R$ 5,561, respectivamente. Em São Paulo, o tipo comum apresentou a menor média nas bombas, a R$ 5,313. 

No Rio de Janeiro, o tipo S-10 foi comercializado a R$ 5,398, menor preço médio da região. No balanço regional, o primeiro foi vendido a R$ 5,363 e o segundo a R$ 5,451.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. 

A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 30 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Tabela

Descrição gerada automaticamente
Preço médio do combustível no Rio de Janeiro

Para aliviar o bolso com as disparadas no preço da gasolina, etanol, diesel e GNV, consumidor recorre ao Kit na internet que promete carro movido a água com valor inicial inferior a R$ 200

O melhor do Brasil são os brasileiros, com o preço da gasolina, etanol, diesel e GNV nas alturas, não faltam anúncios de acessórios que prometem reduzir o consumo de combustível de veículos. A novidade na internet é um aparato que promete a conversão de automóveis convencionais de motor a combustão, serem transfomardos em carros “movidos a água”, por meio de um produto conhecido como kit de hidrogênio.

A engenhoca tecnologia oferecida nas redes sociais e sites de comércio eletrônico tem preço inicial inferior a R$ 200, mas pode passar de R$ 1.000, dependendo da marca e da configuração. Mas a promessa é a mesma: a “tecnologia” utiliza a eletricidade do alternador para extrair hidrogênio da água, que é armazenada em um tanquinho.

Carro movido a água é possível? Assista o vídeo abaixo e entenda o processo:

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes