Início Brasileiros correm para comprar gasolina por metade do preço e combustível é limitado a 15 litros para evitar desabastecimento em Porto Iguaçu – Argentina

Brasileiros correm para comprar gasolina por metade do preço e combustível é limitado a 15 litros para evitar desabastecimento em Porto Iguaçu – Argentina

20 de novembro de 2021 às 08:18
Compartilhe
Siga-nos no Google News
gasolina - preço - etanol - diesel - dólar - puerto iguazú - combustível -
Fila de carros em posto da shell; preço da gasolina mais barata é equivalente a R$ 3,15




Gasolina por metade do preço na Argentina gera fila de brasileiros e venda do combustível a estrangeiros é limitada a 15 litros em Puerto Iguazú.

O Governo argentino decidiu limitar a venda de gasolina na cidade que faz fronteira com Brasil. A medida tem como objetivo frear a corrida de brasileiros aos postos de combustíveis da cidade de Porto Iguaçu, município vizinho a cidade de Foz do Iguaçu, no Estado do Paraná. A procura é tanta, que os postos de combustíveis começaram a aceitar pagamento em real, e não em peso argentino.

Leia também

Agora, os brasileiros podem comprar apenas 15 litros de gasolina.

A venda da gasolina para estranjeiros é limitada a 15 litros para evitar o desabastecimento na cidade argentina, uma vez que o litro da gasolina em Porto Iguaçú (Argentina) é praticamente a metade do preço encontrado na cidade vizinha Foz do Iguaçu (Brasil), onde o combustível é vendido em média por R$ 6,90.

fila de carros em posto de combustível bandeira YPF, em Puerto Iguazú
No Posto YPF, em Puerto Iguazú, o litro da gasolina super era vendida a 95,2 pesos, o equivalente a R$ 3,50 – Denise Paro/Folhapress

Além de brasileiros, os postos argentinos têm atraído também paraguaios, que têm pagado aproximadamente R$ 4,10 pelo litro da gasolina. A ideia é justamente desestimular a ida de brasileiros e paraguaios para abastecer no local, já que os postos têm uma quota máxima.

Os postos já estavam realizando uma separação dos compradores em estrangeiros e argentinos, com fila exclusiva para cada categoria, agora vem esta nova decisão dos postos.

A medida foi tomada em consenso, depois das queixas dos moradores locais de longas filas que se formaram nos postos, a partir da abertura da fronteira.

O preço da gasolina na Argentina está congelado enquanto no Brasil e no Paraguai varia de acordo com a cotação do petróleo e do dólar

O preço da gasolina na Argentina está congelado pelo governo, enquanto no Brasil e no Paraguai varia de acordo com a cotação do petróleo no mercado internacional e (no caso brasileiro) com a variação do real frente ao dólar.

Na aduana argentina são cobrados documentos pessoais, comprovação de vacinação completa há pelo menos 14 dias e um teste negativo de COVID-19 para quem vai além da cidade de Porto Iguaçu.

No entanto, consumidores brasileiros dizem que vale a pena o esforço e a espera, que às vezes, é de quatro horas.


Relacionados
Mais recentes