Maiores petroleiras do mundo atraídas pelas 8 refinarias da Petrobras

Petrobras e a venda das refinarias

Pacote de oito refinarias do programa de desinvestimentos da Petrobras atrai as maiores tradings e petroleiras do mundo

Confirmando o alto interesse das grandes empresas pelas refinarias da Petrobras, quando cerca de 20 empresas assinaram o termo de confidencialidade que garantem o acesso aos dados das refinarias, a lista de grandes empresas interessadas no negócio, devem confirmar um dos maiores desinvestimentos da história da Petrobras, que devem arrecadar até US$ 18 bilhões.

As empresas pediram para não ter seus nomes divulgados para garantirem a confidencialidade das negociações, mas especula-se que entre as interessadas estão as tradings Vitol, Glencore e Trafigura.
Entre as interessadas brasileiras estão a Ultrapar Participações e a Raízen, uma joint venture entre a brasileira Cosan e a Shell.

A licitação

A Petrobras dividiu as oito refinarias em dois grupos de quatro e a primeira rodada de ofertas não vinculantes acontecerá no dia 11 de outubro, segundo as fontes colaboradora da agência Reuters.
Somadas as oito refinarias da Petrobras tem capacidade total de refino de 1,1 milhão de barris ao dia.

Completando a lista de interessadas, segundo as fontes, também estão as chinesas PetroChina Co e Sinopec, que já tem uma joint venture no Brasil com a espanhola Repsol.
Especula-se que a gigante saudita Saudi Aramco, também estaria olhando os números das refinarias da Petrobras para fazer parte do certame.

Por imposição do Cade a Petrobras mudou o processo de venda, agora as refinarias terão que ser vendidas na sua totalidade e não mais 60% como era a intenção inicial da petroleira.
O propósito é a não formação de cartel e as refinarias deverão ser vendidas uma a uma, com uma mesma empresa não podendo comprar duas refinarias na mesma região, no Nordeste ou no Sul.

Leia também ! Aumenta vazamento de óleo no FPSO que adernou na Bacia de Campos !

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)