Governo do Maranhão dará botijões de gás gratuitamente para 115 mil famílias de baixa renda

Governo - Maranhão - botijões de gás Botijões de gás – Fonte: Reprodução Google

Governo do Maranhão irá distribui Botijões de gás para famílias de baixa renda e um auxílio para taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos

Foi anunciado na última sexto-feria (26), pelo atual governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que serão distribuídos botijões de gás para as115 mil famílias de baixa renda do estado do Maranhão. O governo já havia criado um auxílio de R$ 1 mil para restaurantes e bares que tiveram de ser fechados durante a pandemia do coronavírus.

Leia também

Governo afirma que dará apoio para famílias de baixa renda

O anuncio foi feito em coletiva, na qual o governo divulgou, também, a ampliação do auxílio para mais setores da população. E o cadastro será extraído do Cadastro Único do governo federal e será creditado através de auxílios em dinheiro.

O governador anuncio o auxílio combustíveis a motorista de aplicativos, taxistas e mototaxistas. O valor será de R$ 60,00 a R$ 300,00, dependendo de algumas regiões do estado. 

O valor será anunciado através de uma medida provisória que o governo vai apresentar, e poderá ter um aumento, onde será permitido a inclusão de emendas parlamentares dos deputados estaduais. Segundo o governador Flávio Dino.

A distribuição do vale botijão de gás para famílias de baixa renda será coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Maranhão (SEDES), já o auxílio combustível para as categorias de transporte será comandado pela Agencia de Mobilidade Urbana (MOB). De acordo com o governador Flávio Dino, todas as medidas referentes aos novos auxílios serão publicadas ainda hoje, através de uma medida provisória que o governo irá divulgar.

Aumento dos botijões de gás no Brasil

No início deste ano, a Petrobras já havia anunciado um aumento de 6% para o GLP, também corrigido em 5% no início de dezembro do ano passado. Os botijões de gás encerrou o ano passado com alta de 9,24% segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo IBGE. Isso representa mais que o dobro da inflação geral registrada em 2020, de 4,52%.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que as empresas revendedoras dos botijões de gás são “cartéis poderosíssimos” e que o valor dos botijões de gás só vão diminuir com “fuzil na mão”.

O comentário foi feito a apoiadores em frente ao Palácio do Planalto. “Os botijões de cozinha estão caros, em média R$90. O preço na origem é menos de R$ 40 e o imposto federal (sobre o produto) é de R$ 0,70… não… se não me engano, de R$ 0,16. Então, não justifica chegar a R$ 90. São cartéis poderosíssimos, com dinheiro, com bilhões contra mim”, afirmou o presidente Bolsonaro.

Baixa renda no Maranhão

Segundo o IBGE, o Maranhão possui o maior número de pessoas com baixa renda. Cerca de 54,1% dos maranhenses vivem com menos de R$ por mês, que é considerado o valor estipulado pela pesquisa.

Ainda segundo o IBGE, além da baixa renda, mais de 81% dos maranhenses não possuem saneamento básico adequado, e a média nacional de 35,9% da população. Além disso, 32,7% das pessoas não tem acesso à coleta direta ou indireta de lixo e para 29,2% não há abastecimento de água. Cerca de 3% da população vivem se nenhuma renda no estado. 24,3% vive com renda de um quarto a meio salário (considerado baixa renda), e outros 27,4% vive com renda entre meio a um salário-mínimo no estado.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.