Fusão nuclear para a produção de energia elétrica limpa pode ser realidade em 2025

Valdemar Medeiros
por
-
15-10-2020 10:22:42
em Energia Renovável
Reator nuclear - energia elétrica Planta para reator nuclear

Você já ouviu falar em fusão nuclear? Saiba que um reator de fusão nuclear pode ser criado nos próximos 05 anos  

Cientistas do MIT projetam um reator de fusão nuclear para produzir energia elétrica limpa. A ideia deles é, até 2025 torná-lo eficiente na produção de energia. Dessa forma, teríamos uma nova forma de eletricidade limpa.  

Energia elétrica limpa

O projeto SPARC iniciou-se dois anos atrás, quando o MIT fechou um acordo com a startup Commonwealth Fusion Systems para o desenvolvimento de um protótipo de uma nova geração de reatores.  

Os pesquisadores responsáveis, após um intensivo trabalho de possibilitar a física por trás do projeto, trouxeram boas noticias. Com a base teórica, o projeto e os desafios colocados no papel, a construção do reator para fusão  nuclear, pelo que espera-se, começará já em 2021. Eles esperam, assim, conseguir o feito do primeiro reator a manter uma fusão autossustentável. Em outras palavras, um reator que não consuma muita energia, mas que produza.

Fusão e fissão

A fissão nuclear já dominamos. No entanto, não é o meio ideal de se explorar a energia nuclear. Embora produza menos resíduos do que, por exemplo, o carvão, os resíduos nucleares são mais difíceis de descartar. Nesse processo, lança-se alguns nêutrons que iniciam a reação. Com isso, novos nêutrons saem de átomos, atingindo outros núcleos. Isso faz com que os núcleos atômicos “se partam” e liberem energia. Por isso é necessário materiais radioativos.  

A fusão é completamente diferente da fissão. O primeiro ponto, é que não é necessário material radioativo. Consequentemente, portanto, um descarte muito mais simples. Além disso, há a segurança e eficiência de um reator de fusão muito maiores do que um de fissão. Quando dominarmos a fissão nuclear, ela poderá abrir muitas portas.  

A fusão nuclear  consiste na fusão dos núcleos atômicos. É a fusão nuclear que ocorre no Sol; sim, o Sol é um reator nuclear gigante. Nesse caso, utiliza-se o deutério e o trítio, dois isótopos do hidrogênio. Quando você coloca pressão e calor o suficientes para “amassá-los um contra o outro”, ocorre a fusão. Com isso, libera-se um nêutron, um átomo de hélio e energia.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe