Fotografia de um ‘navio flutuando no céu’ capturada por um britânico surpreende internautas

Valdemar Medeiros
por
-
04-03-2021 18:06:01
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
navio flutuante - Fotografia - internautas Navio flutuante

O caso do ´navio voador´ aconteceu durante a viagem de um britânico à Escócia e o mesmo registrou uma icônica fotografia para deixar os internautas intrigados

O britânico Colin McCallum fazia uma viagem pela região de Banff, em Aberdeenshire, na Escócia, quando um fato inusitado no horizonte chamou a atenção de seus olhos: um navio “flutuando no céu” e é claro que ele não perdeu a oportunidade de registrar uma fotografia e publicar na web para deixar os internautas intrigados.

Leia também

Explicando o ocorrido e a fotografia que deixou os internautas intrigados

Este fato, apesar de inusitado, é bem simples de ser explicado: a coloração muito semelhante entre o céu e o mar, em uma grande área com presença pouco nítida de nuvens, fez parecer com que o grande navio estivesse parado, ou melhor, “flutuando” por entre as nuvens, pois na distância em que Colin estava, não era possível ver nitidamente a linha do horizonte que “separa” o céu do mar.

Este fato é considerado uma ilusão de óptica. Este fenômeno é uma miragem, que faz com que o ser humano veja algo que não existe ou de forma modificada, de acordo com o que o cérebro entende, ao captar o que está sendo visto.

Isso se dá também quando uma camada de ar quente fica sobre uma camada de ar frio. Quando esse tipo de miragem ocorre, as mudanças na atmosfera podem alterar a forma como o objeto está sendo visto, seja por um ou mais seres capazes de enxergar.

Um outro fator que contribuiu para que Colin visse o navio “flutuar”, é que a quilha do navio ficou fora da visão – assim como a linha do horizonte já mencionada –, tornando mais difícil começa o céu azul claro e termina a água do mar.

Reação dos internautas sobre o navio voador

Nas redes sociais de Colin, seus seguidores ao ver as imagens postadas por ele, comentaram coisas do tipo “bizarro!” e “brilhante”, além daqueles que não entenderam o que estava acontecendo.

Um outro caso semelhante foi registrado em 2020, na Nova Zelândia.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.