Fábrica de celulose no Rio Grande do Sul irá receber investimentos de US$ 530 milhões

Roberta Souza
por
-
06-08-2021 13:02:30
em Economia, Negócios e Política
Fábrica – celulose – Rio Grande do Sul Fábrica da CMPC/ Fonte: Correio do Povo

A fábrica de celulose da chilena CMPC em Guaíba, no Rio Grande do Sul, receberá um aporte de US$ 530 milhões para modernizar e expandir sua capacidade de produção

A multinacional chilena CMPC anunciou que irá investir cerca de US$ 530 milhões na sua fábrica, em Guaíba, no estado do Rio Grande do Sul, para modernizar e expandir sua capacidade de produção em mais 350 mil toneladas. O projeto, chamado de BioCMPC, permitirá ao grupo qualificar ainda mais a operação da unidade que já vem registrando bons desempenhos, tendo superado a marca de 2 milhões de toneladas de celulose e papel produzidas em 12 meses, entre maio de 2020 e abril de 2021. Veja ainda: 14,7 bilhões de reais e 10 mil empregos devem ser gerados durante as obras de nova fábrica da Suzano, considerada a maior linha única de produção de celulose do mundo

Anteriormente a empresa já havia feito seu maior investimento na unidade, no Rio Grande do Sul

Em 2015 a empresa expandiu suas operações com uma segunda linha de produção de celulose. O investimento de R$ 5 bilhões aumentou em quase quatro vezes a capacidade produtiva da fábrica de celulose, que passou de 450 mil toneladas de celulose/ano para 1,75 milhão de toneladas de celulose/ano.

A ampliação criou 10 mil empregos diretos e 30 mil indiretos, além de gerar um programa de formação de mão de obra, beneficiando, aproximadamente, 9 mil profissionais. A construção da fábrica Guaíba 2 favoreceu ainda o estímulo a fornecedores locais, com a contratação de cerca de 180 empresas do Rio Grande do Sul e a arrecadação de impostos de aproximadamente R$ 102 milhões em ICMS e R$ 2,2 bilhões em compras locais.

A multinacional chilena também investirá R$ 2 milhões em nova estação de monitoramento da qualidade do ar

A CMPC vai instalar mais uma estação de monitoramento, que medirá e apresentará dados sobre a qualidade do ar em Guaíba. O novo equipamento que será instalado no lado sul, e que se soma à estação que já existe no lado norte da fábrica, tem investimento previsto de R$ 2 milhões e estará integrado com a rede oficial de monitoramento do ar da Fepam, fornecendo informações em tempo real ao processo de acompanhamento e controle que já é realizado atualmente.

A implementação acontece de forma voluntária pela empresa, que planejou estender a cobertura para a totalidade da bacia aérea de Guaíba. Esta medida melhora e amplia as informações de monitoramento deste importante parâmetro ambiental.

Veja ainda: Nova fábrica de pneus será construída no estado do Rio Grande do Sul. Local receberá investimentos de R$ 20 milhões e pode gerar mais de 250 empregos

A Prefeitura de Nova Santa Rita, no estado do Rio Grande do Sul entregou recentemente a Licença Ambiental para a empresa Zé Pneus. A companhia está desembarcando na cidade e irá construir uma nova fábrica com investimentos de R$ 20 milhões e com a previsão de gerar mais de 250 empregos no local.

De acordo com o empresário José Alberto Borges, a chegada da fábrica no município do Rio Grande do Sul representa uma nova fase para a empresa. Agora, ela inclui no portfólio, os produtos do agronegócio. “Construímos uma trajetória focada no varejo. Agora, estamos entrando numa área a pesada, a do agronegócio”, comenta.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe