Estaleiro Rio Grande recebe a visita de Investidores de 6 países e acende-se uma luz no fim do túnel

Visitas podem trazer investimentos

Empresa parceira da Ecovix promove encontro e Estaleiro Rio Grande, após a visita, fica otimista em relação a uma possível retomada

O Estaleiro Rio grande (RS), viveu na última quinta-feira (20/06), um dia de muito otimismo após a visita de uma comitiva de investidores representando seis países, entre eles o Brasil.
A visita foi promovida pela Agrodock, empresa parceira da Ecovix, e levou executivos de 13 empresa nacionais e internacionais atuantes no mercado naval e de movimentação de mercadorias.

Os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer as instalações do estaleiro e checar as oportunidades de investimentos e negócios que podem se desenvolver no local.
O cais para operação portuária e para transporte de carga (madeira) já tem a permissão da Assembléia legislativa do Rio Grande, além da construção e reparos de navios foram alguns dos negócios que podem ser feitos a partir das instalações do Estaleiro e que chamaram a atenção dos investidores.

Dentre os gigantes do setor que participaram da visita podemos citar, as japonesas MOL/Mitsui O.S.K Lines e NYK, proprietária da maior frota de frete marítimo do mundo, a chinesa China Forestry Group, principal compradora global de madeira, a turca Pacific Shipping, a italiana SAIF e a norueguesa Norden.

Investidores brasileiros também marcaram presença, como por exemplo, os grupos Demuth e Sagres e já na próxima semana, os participantes da visita já devem encaminhar as cartas de intenções de possíveis negócios.

Recuperação Judicial

O estaleiro Rio Grande, controlado pela Ecovix, entrou em recuperação judicial em 2016 depois que a Petrobras cancelou os contratos de fabricação de plataformas de petróleo, mesmo o estaleiro tendo entregue 5 unidades.
O interesse dos investidores é tido como importantíssimo no processo de recuperação da empresa que informou que tem cumprido á risca todas as sua obrigações assumidas no processo de recuperação, como a limpeza da área e o pagamento aos credores e funcionários.

Com o objetivo de fazer “caixa” o estaleiro tem leiloado as estruturas das plataformas P-71 e P-72, que constituem aproximadamente 100 mil toneladas de aço, que estão sendo desmontadas e gerando cerca de 400 empregos.

Veja também ! Plano de desenvolvimento do Porto de Angra dos Reis é aprovado pelo Ministério da Infraestrutura !

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Click Petróleo e Gás.

Renato Oliveira

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)