Estado do Rio de Janeiro é recordista de royalties no Brasil

Rio de Janeiro lidera ranking

Rio de Janeiro é o único estado a ultrapassar a cifra do Bilhão e a cidade de Maricá é a que mais arrecadou no Brasil

Segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e biocombustíveis), o estado do Rio de Janeiro é o líder disparado de arrecadação de royalties e Participações Especiais (PE). Em alinhamento com o investimento que a Petrobras fará na bacia de Campos.
Somente neste ano, de Janeiro a julho, foram repassados ao estado R$ 7.130.734.157,57 e segunda a projeção da agência o governo do Rio de Janeiro pode receber R$ 80,6 bilhões até 2023.

O estado do Rio de Janeiro foi o único a ultrapassar a cifra dos bilhões, alcançando uma liderança isolada, pois o segundo colocado é o estado de São Paulo que recebeu R$ 851,4 milhões.
Os Royalties são uma compensação financeira devida à União aos estados, ao DF, e aos municípios beneficiários pelas empresas que produzem petróleo e gás natural no território brasileiro: uma remuneração à sociedade pela exploração desses recursos não renováveis.

Veja como ficou o ranking, de janeiro a julho, de arrecadação dos principais estados em relação a royalties e participações Especiais (PE) referente a exploração petrolífera:

Rio de Janeiro : R$ 7.130.734.157,57
São Paulo : R$ 851,4 milhões
Espírito Santo : R$ 762 milhões
Bahia : R$ 221,4 milhões
Rio Grande do Norte : R$ 132 milhões.

Em relação as cidades que mais arrecadaram nos primeiros sete meses do ano o ranking atual está assim:

Maricá : R$ 841,3 milhões
Niterói : R$ 718,1 milhões
Macaé : R$ 344,8 milhões
Campos dos Goytacazes : R$ 304,8 milhões
Rio de Janeiro : R$ 190,3 milhões

No site da ANP existe uma ferramenta que simula quanto cada estado receberá nos próximos cinco anos, e o estado do Rio de Janeiro deverá receber em 2020, cerca de R$ 10 bilhões, mas em 2023 esse valor cai para R$ 8,7 bilhões.
A ANP se baseia no volume de produção dos poços, receita líquida, preço de referência do petróleo, taxa de câmbio e alíquotas progressivas.

Os royalties são pagos mensalmente por todos os campos produtores e a PE é uma compensação financeira paga trimestralmente somente aos campos com grande volume de produção e rentabilidade.

Leia também ! Municípios de Sergipe querem criar Complexo Industrial Portuário !

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Click Petróleo e Gás.

Renato Oliveira

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)