EMGD começa a entregar primeiras usinas de energia solar fotovoltaicas do projeto acordado com o governo de MG

Valdemar Medeiros
por
-
22-06-2021 12:12:52
em Energia Renovável
Energia solar - usinas - MG - EMGD - governo EMGD_Parque Solar – Corvina_Créditos Vander Rodrigues

Apoiando a sustentabilidade, geração de empregos e renda para a população mineira, a EMGD pretende entregar suas primeiras usinas de energia solar fotovoltaicas até novembro deste ano e outras até o primeiro trimestre de 2022

A Empresa Mineira de Geração Distribuída (EMGD) anunciou que pretende entregar as suas primeiras usinas de energia solar fotovoltaicas que estão previstas no memorando assinado entre o Governo de Minas Gerais e a empresa. No fim de 2020, o governo do estado, através do governador Romeu Zema, assinou um protocolo de intenções que previa um investimento de R$ 400 milhões pela EMGD na implantação de 30 usinas nos próximos quatro anos.

Leia também

Acordo da EMGD contempla investimentos bilionários

O acordo prevê o subsídio de quase meio bilhão de reais e também a entrega de usinas de energia solar fotovoltaicas em 17 municípios da região norte de MG, uma parte mais humilde da federação.

Os investimentos da EMGD beneficiarão, até o mês de novembro desse ano, as cidades de Mirabela, Coração de Jesus e Jequitinhonha, com mais de 200 vagas de empregos diretos, gerando emprego e renda para a população. Até o fim do próximo mês, serão contratados funcionários para a construção de outras duas usinas de energia solar fotovoltaicas nas cidades de Minas Novas e Manga, que estão previstas para terminarem no início de 2022.

Palavras da EMGD sobre as usinas de energia solar em MG

Segundo o diretor de operações da EMGD, André Mendonça, já foram contratadas todas as etapas de desenvolvimento e execução das instalações. Ele afirma que as obras de rede necessárias para a conexão das usinas de energia solar fotovoltaicas já foram iniciadas e, se tudo ocorrer como previsto, ainda este ano elas estarão operando.

As obras de construção prometem fomentar a economia local através de serviços diretos e também indiretos como, por exemplo, nos setores de alimentação e hospedagem. André afirma que a empresa investiu cerca de R$ 65 milhões para aplicar o que há de mais atual em tecnologia. As usinas fotovoltaicas contarão com o sistema tracker, que move as placas de acordo com o posicionamento do sol.

As usinas de energia solar, que contam com módulos bifaciais, serão capazes de aumentar a geração de energia em até 8%. As usinas terão uma capacidade média de 3,2 MWp de potência e serão capazes gerar energia para 2.700 residências com um consumo médio de 200 kWh/mês. Para isso foram distribuídas 30 mil placas fotovoltaicas para as cinco unidades.

MG ganha destaque no mercado de energia solar

Minas Gerais, atualmente, é responsável por quase 20% da geração de energia solar em todo o Brasil. Ela é a líder no ranking divulgado pela Aneel, com uma potência instalada de 862,9 MW.

Esse valor é maior do que a soma dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, que estão em segundo e oitavo lugar, respectivamente. Essa força vem da região norte de MG, que concentra uma quantidade grande do total de usinas fotovoltaicas no Brasil e ao que mostra as ações da EMGD.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe