Deputado consegue apoio do Governador para Construção do Terminal Portuário de Macaé

Macaé

Apoio da autoridade máxima do estado é estratégia para cassar a liminar que suspendeu a licença ambiental do empreendimento em Macaé

As autoridades máximas do estado do Rio de Janeiro, o governador Wilson Witzel e o vice-governador Cláudio Castro receberam ontem (16/05) no palácio Guanabara, a visita do deputado estadual Chico Machado (PSD) e do presidente do Terminal Portuário de Macaé (TEPOR), Dr. Fabiano Crespo.
O objetivo da visita era conseguir o apoio do governador em relação a cassação da liminar que suspende o licenciamento ambiental para o início da construção do TEPOR.

Na quarta-feira (15/05) o deputado já havia defendido frente aos parlamentares da Alerj a importância da construção do Terminal Portuário de Macaé.
Foi explicado pelo deputado toda a ansiedade que o povo não só de Macaé, mas também de cidades vizinhas, tem pelo início das atividades de construção do Tepor.

Ele salientou que o empreendimento é um sonho antigo de todos e de como é importante economicamente para a região norte e noroeste do estado por ser grande gerador de emprego e renda.

A liminar

Vale lembrar que em dezembro do ano passado uma Ong paulista chamada Ama Brasil ganhou na justiça uma liminar que suspendia o processo de licenciamento do porto junto ao Ibama e ao Inea.
A intenção do Deputado é conseguir apoio político para não deixar esta ação impedir a geração de 10 mil empregos e a chegada de futuros investimentos para a cidade de Macaé e região.

O governador Wilson Witzel já havia declarado apoio ao empreendimento , colocando o empreendimento inclusive como prioridade de seu governo,  declarou: “Trata-se de um investimento de cerca de 5 bilhões de dólares, a geração de 10 mil vagas de emprego na fase de construção e um grande e importante movimento de novas empresas e investimentos para Macaé e região. Estão tentando atrapalhar esse investimento e o desenvolvimento do Estado do Rio, mas não deixaremos.
O TEPOR será positivo para empregos na cidade e região, positivo para arrecadações para o Estado e com certeza, assim será uma grande peça chave para a retomada do Rio de Janeiro, na economia nacional”

O Tepor de Macaé além de atender ao apoio logístico da indústria de Óleo e Gás funcionará como Terminal de armazenamento de combustíveis e como planta Processamento de Gás Natural, com capacidade de processamento de 60 milhões m³/dia.

Contingenciamento anunciado pelo governo federal nas forças armadas afetou a Marinha, mas obras das Corvetas foram garantidas ! Acesse aqui !

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Click Petróleo e Gás.

Renato Oliveira

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)