Construção naval – Petrobras fecha contrato com a Saipem e DSME para a construção de FPSO P-79, que será instalado no campo de Búzios, no pré-sal na Bacia de Santos

Roberta Souza
por
-
11-06-2021 17:52:01
em Petróleo, Óleo e Gás
Petrobras – pré-sal – Bacia de Santos – FPSO FPSO P-58/ Fonte: Altus

A Petrobras fechou contrato com a Saipem e DSME para a construção da plataforma FPSO P-78 no campo de Búzios, no pré-sal na Bacia de Santos

A Petrobras divulgou a assinatura do contrato com as empresas Saipem e DSME para a construção da plataforma FPSO P-79, que ficará no campo de Búzios, localizado no pré-sal, na Bacia de Santos. O FPSO tem previsão para ser entregue em 2025, e terá capacidade de processamento de 180 mil barris de óleo por dia e 7,2 milhões de m³ de gás por dia. O contrato entre as empresas será no valor de US$ 2,3 bilhões para fornecimento da P-79, oitava unidade a ser instalada no campo de Búzios. Veja ainda: Petrobras fecha contrato com a Keppel para a construção do FPSO P-78, que será instalado no pré-sal, na Bacia de Santos

O FPSO P-79 da Petrobras, no pré-sal, na Bacia de Santos

A plataforma do tipo FPSO (capaz de armazenar e transferir petróleo) entra em operação até 2025. Além disso, a Petrobras acrescentou que o FPSO P-79 terá capacidade diária de processamento de 180 mil barris de petróleo e 7,2 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia.

O projeto da Petrobras ainda prevê interligação de 14 poços ao FPSO que será instalado no campo de Búzios, no pré-sal, na Bacia de Santos, sendo oito produtores e seis injetores. A infraestrutura submarina terá dutos rígidos de produção e de injeção e dutos flexíveis de serviços.

Contrato entre a estatal e a Saipem e DSME

Em nota, a Petrobras diz que o fornecimento do FPSO será resultado da contratação na modalidade EPC (engenharia, suprimento e construção) e da estratégia da estatal de desenvolver novos projetos de plataformas próprias, incorporando as lições aprendidas nos FPSOs já instalados no pré-sal, incluindo aspectos de contratação e construção.

O contrato prevê o atendimento ao conteúdo local de 25%, requisito previsto em edital e compromissado com a ANP para o campo de Búzios. O FPSO P-79 será a terceira unidade contratada para produção em Búzios após a licitação do volume dos excedentes da cessão onerosa.

Em setembro de 2020, a Petrobras anunciou a contratação direta da SBM Offshore para o afretamento do FPSO Almirante Tamandaré, que será a maior plataforma para produção de petróleo e gás já instalada no país, com capacidade de produção para 225 mil barris por de petróleo e 12 milhões de m3 de gás.

Veja ainda: Petrobras apresenta a plataforma FPSO Carioca, no estaleiro da Brasfels, em Angra dos Reis, e autoridade do Rio promete 5 mil vagas de emprego na construção naval para o estado

Na última quinta-feira (10/06), a maior petroleira do Brasil convidou autoridades do estado do Rio de Janeiro para apresentar a plataforma de petróleo, FPSO Carioca, que está sendo construída pela Modec no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio. Há duas semanas do término das obras, a unidade, que pertence à Petrobras, terá seu destino final no campo de Sépia, no pré-sal da Bacia de Santos, onde começa a operar em agosto.

As empresas também comentaram sobre as dificuldades de mercado na construção naval em relação à tecnologia, infraestrutura, e falta de incentivo fiscal para torná-las mais competitivas. De acordo com uma parlamentar, há previsão de 5 mil novas vagas com construções em estaleiros no estado.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos