Início China lança novo carro elétrico com autonomia de até 170 km com valor equivalente a R$ 27.000

China lança novo carro elétrico com autonomia de até 170 km com valor equivalente a R$ 27.000

8 de julho de 2022 às 12:47
Compartilhe
Siga-nos no Google News
China lança novo carro elétrico com autonomia de até 170 km com valor equivalente a R$ 27.000
Carro elétrico chines – imagem: Reprodução Canal Analise Rápida

A China acaba de receber mais um carro elétrico em seu mercado. O veículo possui um preço acessível e consegue rodar até 170 km com apenas uma carga.

Desde a última terça-feira (28), os moradores da China que possuem 33.900 yuans, o equivalente a R$ 27 mil guardados podem comprar um carro elétrico zero-quilômetro. Não é um dos mais bonitos e potentes, mas pelo seu preço baixo, poderia até mesmo ser uma alternativa para o transporte público por aqui. Se trata do Yunbao ou S3, da Beijing Automobile Works (BAW), um mini-carro elétrico totalmente capaz de rodar até 170 quilômetros com apenas uma recarga. Nos próximos dias, o veículo estará disponível em 500 pontos de vendas espalhadas por toda a China.

Carro elétrico da BAW possui 27 cavalos de potência

CARRO ELÉTRICO POR R$ 27.000 NA CHINA – SERÁ QUE CHEGA NO BRASIL ?

Feito sob medida para um trânsito pesado da metrópoles da China, o veículo já recebeu mais de 9 mil pedidos durante a pré-venda, de acordo com a fabricante. Para se ter uma ideia, é um desempenho comercial quase igual ao do Peugeot 208, no Brasil, em todo o primeiro semestre de 2022.

Artigos recomendados

A performance não é, nem de longe, a grande característica do veículo, que conta com um motor elétrico de 20 quilowatts (kW), equivalente a cerca de 27 cavalos, mas uma oferta de torque de 8,6 kgfm, que é até convincente para seu tamanho.

O modelo conta com 3,16 metros de comprimento e 1,58 m de altura, 1,49 m de largura, com apenas 2,05 m de distância entre eixos. Sua velocidade máxima é de 100 km/h. Para se ter uma ideia o carro elétrico é 4 cm menos comprido, 1 cm mais baixo e 9 cm com mais estreito que um Caoa Chery iCar, recém lançado no mercado nacional.

Carro elétrico chines chega ao mercado automotivo equipado com tecnologia de última geração

A diferença de potência, torque e tamanhos dos veículos também é substancial, mas o fato é que o Yuanbao custa 80% mais barato na conversão direta das moedas. E a lista de conteúdo do modelo tenta compensar, de alguma forma, a simplicidade de seu estilo.

Quadrado por fora e por dentro, o carro elétrico conta com filetes de LEDs, sensores de estacionamento com câmeras de 360 graus, freios ABS, central multimídia de 10,2 polegadas (25,91 cm), os mostradores do painel, em película fina, também são espelhados em uma tela de mesma dimensão. O modelo também conta com assistente para arranque em subidas. É importante ressaltar que, dentro do que faculta a legislação da China, apenas as versões topo de linha são equipadas com airbags.

A versão mais cara do modelo elétrico custa cerca de R$ 39.700, ainda menos de um terço do valor do iCar no mercado nacional. E são estas versões que trazem baterias, de íon de lítio, de 13,5 quilowatt-hora (kWh), que garantem uma autonomia de 170 km no ciclo NEDC. Já os modelos mais de entrada, são equipados com uma bateria de 9,6 kWh, entregam uma autonomia de 120 km.

Carro elétrico da China pode bater de frente o HongGuang

Sem porta-malas e com bancos traseiros muito apertados, o Yaunbao é uma espécie de irmão do Smart ForTwo. Uma futura versão de quatro portas trará acomodações menos apertadas, assim como espaço para bagagens.

De qualquer forma, se trata de um carro elétrico que está focando o campeão de vendas da China, o HongGuang Mini, um modelo, que apenas no ano passado, superou a marca de 400 mil unidades vendidas. Tê-lo como um rival já parece bom para a BAW, até porque, para fazer ao dono do cinturão, é necessário, primeiro, desafiar aqueles que antecedem no ranking.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes