Carro elétrico, as vantagens e os desafios que o Brasil terá que cumprir

Carro elétrico e a comparação

Estudo comparativo entre os combustíveis mostram as vantagens do carro elétrico, mas também os desafios que o Brasil terá que enfrentar

Um estudo comparativo entre os carros elétricos, movidos a gasolina e os movidos a etanol feito por Marcelo Gauto , nosso parceiro aqui do Click Petróleo e Gás, demonstra o quanto precisamos evoluir em relação a utilização do carro elétrico no Brasil.
Vejam dados levantados por Marcelo Gauto e vejam o que o país precisa fazer para se alinhar com a nova tendência mundial. Veículos a gasolina e a Diesel não entrarão em Amsterdã a partir de 2030.

Se levarmos em conta os preços praticados hoje pelo mercado, em novembro de 2018, para andar a mesma distância os motoristas brasileiros com carros elétricos gastarão em média 52,9% que os carros que abastecerem a gasolina e 49,3% que os que abastecerem a Etanol.

Os desafios a serem enfrentados

BATERIAS: As baterias precisam ser menores, pesar menos, carregar mais rápido e durar mais tempo com uma única carga (os celulares passaram/passam por isso). É preciso que elas durem mais apesar das cargas e recargas contínuas. O custo precisa diminuir substancialmente também.

INFRAESTRUTURA: uma grande frota de carros elétricos precisará de uma rede de postos de recarga, urbanos e rurais para assegurar conveniência e confiabilidade. A rede de energia elétrica precisa suportar vários carros recarregando ao mesmo tempo, numa mesma região.

Por conta dos desafios, acredito que os veículos à combustão interna ainda terão amplo espaço no mercado por décadas, mas não reinarão sozinhos pois os veículos elétricos vieram pra ficar, já que são mais eficientes no uso da energia.

O PDE 2016-2026 prevê que até 2026 os carros elétricos ainda serão menos de 1% da frota de veículos.
O PDE (Plano Decenal de Expansão de Energia) é um documento informativo voltado para toda a sociedade, com uma indicação, e não determinação, das perspectivas de expansão futura do setor de energia sob a ótica do Governo no horizonte decenal. O documento é elaborado pela EPE (Empresa de Pesquisa Energética), órgão ligado ao MME.

Leia também ! Alemanha oferece programa pra quem quer trabalhar e morar no exterior !eletr

Marcelo Gauto é Especialista em Petróleo, Gás e Energia – Químico Industrial – Técnico de Operações na Petrobras

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)