Britânica BP passa a operar mais um bloco na bacia de Campos

Britânica BP vai operar mais um bloco

Bloco pertencia a Anadarko e já é a segunda cessão feita pela Anadarko à Britânica BP em 2 meses na bacia de Campos

A petroleira Britânica BP, através de sua subsidiária BP Energy, vai operar mais um ativo que era da Anadarko. A ANP aprovou na última quinta-feira (26/09), a transferência da operação e de 10,714% da participação da Anadarko no bloco BM-C-30, na Bacia de Campos.
Essa não foi a única cessão da Anadarko, em conjunto a ANP aprovou a transferência de 10,714% de sua fatia no bloco para a IBV. Depois que a Anadarko foi adquirida pela Occidental Petroleum, A petroleira norte americana teve fatias de sua segunda concessão transferida em menos de 2 meses.

Em agosto a Anadarko já tinha transferido a operação do bloco BM-C-32 para a BP Energy.

A ANP também aprovou a mudança de titularidade no bloco, concedido na sexta rodada da ANP, da Total Energia para a Total E&P.
Agora o bloco BM-C-30 passa a ser composto da seguinte forma: BP Energy, operadora com 35,71%, IBV (35,71%), Total E&P (20%) e Anadarko (8,57%).

Vale lembrar que a Anadarko negociava com a Chevron e teve o negócio “atravessado” pela Occidental Petroleum que fez uma oferta 70% maior pela petroleira americana. As duas empresas já haviam assinado um acordo de aquisição, mas o negócio foi mesmo fechado com a Occidental Petroleum.

Em agosto, a BP Energy assumiu a operação do BM-C-32 que também era uma concessão da Anadarko.

A BP no Brasil

A Britânica BP está presente no Brasil desde 1957 e atualmente atua na produção de lubrificantes (Castrol), biocombustíveis (BP biocombustíveis), exploração e produção de petróleo e gás natural (BP Energy), distribuição de combustíveis de aviação (Air BP) e combustível marítimo (BP Marine/NFX). Atualmente, empregamos cerca de 5.000 pessoas em nossas várias unidades de negócio.

Hoje, a BP possui 25 blocos de exploração de petróleo e gás natural no Brasil em cinco bacias geológicas: Foz do amazonas, Barreirinhas, Campos, Campos/Santos e Potiguar.

Leia também ! No Amazonas e em Roraima Eneva inicia exploração do gás natural que vai gerar 2 mil empregos !

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)