Brasil pagará 50% a menos em veículos da Volkswagen, BMW, Peugeot, Renault, Audi, Porsche e Mercedes-Benz após corte no imposto de importação

Valdemar Medeiros
por
-
23-07-2021 11:59:33
em Logística e Transporte
Porsche - Audi - Imposto - importação - BMW - Volkswagen - Renault - Peugeot - Mercedes Benz - Transporte de veículos: carro europeu (dentro da cota) recolherá alíquota de 17,5%, enquanto o carro dos Estados Unidos ou do Japão pagará 35% — Foto: Edson Ruiz/Valor

O MRE anunciou um plano de tarifas onde o Brasil pagará apenas 17,5% do imposto de importação de veículos da Volkswagen, BMW, Peugeot, Renault, Audi, Porsche e Mercedes-Benz. A cota do país será de 32 mil veículos por ano

Nesta semana o Ministério das Relações Exteriores (MRE), anunciou um plano de redução de impostos que compõem o acordo que está sendo realizado entre a União Europeia (UE) e o Mercosul. O principal ponto da proposta é uma redução de 50% no Imposto de Importação, onde o Brasil pagará menos impostos na importação de veículos da Volkswagen, BMW, Peugeot, Renault, Audi, Porsche e Mercedes-Benz.

Leia também

Brasil terá redução no imposto de importação

De acordo com a medida, o Brasil terá direito a importar dos 27 países que compõem a UE, pelos próximos sete anos, uma cota de 32 mil veículos por ano com um imposto de 17,5%.

O acordo tem data prevista para entrar em vigor em 1º de janeiro do ano seguinte à assinatura. Vale ressaltar que se o país exceder a essa cota, pagará a tarifa completa, que atualmente é de 35%.

Passados os sete anos do acordo, o imposto de importação de veículos da Volkswagen, BMW, Peugeot, Renault, Audi, Porsche e Mercedes-Benz, sofrerá uma redução gradual até chegar a zero nos próximos oito anos.

Outros países do Mercosul terão cotas no imposto de importação

Outros países também receberão cotas, que serão adequadas de acordo com o tamanho dos seus respectivos mercados. A Argentina poderá realizar a importação de 15,5 mil por ano com tarifa reduzida, já o Uruguai terá direito a 1.750 e o Paraguai, a 750 veículos da Volkswagen, BMW, Peugeot, Renault, Audi, Porsche e Mercedes-Benz. Segundo o acordo, os demais mercados de exportação de veículos para o Brasil continuarão taxados com os atuais 35%, como Estados Unidos, Coreia do Sul, China e Japão.

A medida beneficiará principalmente as marcas que vendem no segmento premium, que atualmente importam dos países europeus uma grande parte do seu volume total de vendas como BMW, Peugeot, Renault, Audi, Porsche e Mercedes-Benz. As marcas Peugeot e Renault, da França, também serão beneficiadas com as cotas no imposto de importação, só que em menor grau.

Saiba quais veículos estão inclusos no acordo

As regras se aplicam em veículos a gasolina com qualquer cilindrada para até seis pessoas ou com uma motorização de 3 litros para qualquer capacidade, já os modelos a diesel, devem possuir motor a partir de 2,5 litros.

Sendo assim, é aberta a possibilidade das marcas que hoje não possuem baixo volume de importação possam alterar seus planos e começar a oferecer novos modelos ou apostar em maiores volumes, como a Volkswagen, Citroën, Fiat e as japonesas Toyota e Nissan.  

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe