Azul pretende comprar mais de 200 carros voadores para formar frota exclusiva no Brasil

Valdemar Medeiros
por
-
03-08-2021 12:41:09
em Logística e Transporte
Azul - carros voadores - carros - A aeronave elétrica tem cabine de piloto separada e compartimento de bagagem. – Fonte: Lilium/Divulgação

A Azul, companhia aérea brasileira, pretende comprar carros voadores da alemã Lilium, e o acordo poderá chegar ao valor de US$ 1 bilhão. A estimativa é que os 220 carros iniciem suas operações em 2025

A Azul assinou uma carta de intenção com a alemã Lilium para formar uma frota exclusiva de carros elétricos voadores no Brasil. O acordo pode chegar a um valor de até US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5 bilhões em transição direta) e inclui uma frota de 220 carros voadores conhecidos como eVTOLs, que iniciarão sua operação a partir de 2025. O pedido dos veículos ainda terá seus termos comerciais finalizados entre ambas as partes.

Leia também

Azul decide investir em carros elétricos voadores

Lilium Jet, o primeiro carro voador elétrico a jato

Através dessa potencial frota de carros voadores, a Azul pretende aumentar a conectividade no Brasil. De acordo com a companhia aérea, a parceria reforça a estratégia da Azul em impulsionar seus compromissos ESG (ambiental, social e governança, traduzido para o português), através de carros voadores 100% elétricos e sem nenhuma emissão de carbono.

A Lilium é vista como uma das criadoras de carros voadores mais promissoras, e sua aeronave possui uma cabine para seis pessoas, que já traz um diferencial em relação a outras empresas que possuem apenas quatro. Poderá também ter uma autonomia 250 km, enquanto suas concorrentes devem entregar um serviço com distâncias mais curtas.

Investidor estratégico da Lilium se pronuncia

O investidor e diretor estratégico da empresa, Alexander Asseily, analisa o Brasil como um forte mercado para a Lilium. Segundo o diretor, a empresa está estudando mais de perto o mercado de helicópteros brasileiro, que é um dos maiores do mundo.

A Lilium pode fazer esse transporte se tornar uma realidade mais acessível ao Brasil, não só para aqueles que já utilizam táxis aéreos, mas também para atingir um grupo maior. A empresa está à vanguarda no processo de certificação na Europa, e em 2020 a European Union Aviation Safety Agency (EASA) concedeu ao projeto de carros voadores da empresa os primeiros documentos necessários para que seus carros levantem voo.

Em 2021, a Lilium anunciou sua união com a Spac Quell, liderada por Barry Engle, ex-presidente da GM na América do Norte, e em junho afirmou que Thomas Enders, diretor da Airbus entre 2005 e 2019, passará a ser presidente do conselho da empresa quando o processo de junção for finalizado.

Conheça as empresas envolvidas

Como uma das empresas aéreas que mais cresceu no Brasil, desde que deu início às suas operações em 2008, a Azul possui atualmente a maior frota aérea do Brasil e atende a mais de 100 destinos com 792 decolagens por dia.

Além disso, a empresa expandiu suas operações com voos diretos para países como EUA e Portugal, pilotando aeronaves A330 equipadas com um sistema tecnológico de entretenimento a bordo e refeições feitas para as classes Business e Economy.

Já a Lilium Air Mobility é uma empresa que nasceu em 2015 e já está presente em mais de 50 países, possuindo atualmente 4 escritórios ao redor do mundo. A empresa possui 600 funcionários com as mentes mais brilhantes do setor aeroespacial, uma equipe sonhadora de diversas origens e talentos.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe