Após ser demitido, funcionário se revolta e sai algemado do estaleiro de construção naval Jurong Aracruz

Flavia Marinho
por
-
01-09-2021 15:53:01
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
estaleiro - construção naval - vagas - emprego - fpso - jurong Imagem : Portal Nova Onda Online

Profissional desligado por justa causa no estaleiro de construção naval Jurong Aracruz, trabalhava na empresa terceirizada Niplan

Na última quarta-feira (25/08), uma briga envolvendo funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços para o Estaleiro de construção naval Jurong Aracruz, acabou na delegacia. O homem, que estava agitado e revoltado, precisou ser algemado e encaminhado a Delegacia de Aracruz para as devidas providências.

Leia também

Segundo a Polícia Militar, após uma briga entre funcionários, um deles, que foi demitido por justa causa, resolveu não sair das dependências da empresa. A Polícia foi acionada para atender a ocorrência e ainda não informou o que houve com o detido.

A Jurong informou que a subcontratada Niplan disse que um de seus funcionários reagiu, agressivamente, ao receber o aviso de demissão. A empresa subcontratada solicitou auxílio da Polícia para acompanhar o funcionário para fora do estaleiro.

Conheça os outros sites do CPG, onde informamos de primeira mão: vagas de emprego e assuntos nas áreas da Construção Civil e Infraestrutura, Mineração, Energia Renovável e Construção Naval, Portos e Estaleiros

Veja abaixo o vídeo

Crédito:  Portal Nova Onda Online

Retomada da construção naval brasileira! Trabalhos de modificação do FPSO P-71 serão feitos no Estaleiro Jurong Aracruz e mais vagas de emprego estão sendo geradas na região

Chegou a vez do estaleiro Jurong Aracruz! A construção naval do Brasil está se recuperando e muitas obras tem sido anunciadas. Recentemente o Brasfels, em Angra dos Reis e o Estaleiro Edison Chouest, em Santa Catarina, também anunciaram novos contratos e vagas de emprego.

O setor de construção naval do Brasil está se recuperando e frequentemente estaleiros tem faturado constratos e vagas de emprego têm sido geradas no setor. Sembcorp Marine Ltd, por meio de sua subsidiária integral, Estaleiro Jurong Aracruz (EJA), garantiu um Aditivo ao Contrato da Tupi BV avaliado em cerca de US $ 175 milhões para trabalhos de modificação a serem concluídos na Unidade Flutuante de Produção, Armazenamento e Transferência de Óleo e Gás (FPSO) P-71, e mais oportunidades estão sendo geradas na região.

Projetada originalmente para o campo de Tupi, a FPSO P-71 passará por modificações e integração no EJA para implantação no campo de Itapu. O escopo de trabalho do EJA inclui a modificação dos sistemas existentes e integração de sistemas adicionais à plataforma (o “Projeto”).

Medindo 316m de comprimento e 54m de largura, a FPSO P-71 é capaz de movimentar 150.000 barris de petróleo por dia e seis milhões de metros cúbicos de gás natural em operação. Tem capacidade de armazenamento de 1,6 milhão de barris de petróleo e pode acomodar 160 pessoas. A entrega da embarcação está prevista para o último trimestre de 2022.

EJA é conhecido por ser um dos maiores e mais avançados estaleiros do Brasil

O Sr. Guhan Thangavelu, Presidente da EJA disse: “Nosso Estaleiro (EJA) é conhecido por ser um dos maiores e mais avançados estaleiros do Brasil para produtos e soluções offshore, e está estrategicamente localizado na costa leste do Brasil para atender aos desenvolvimentos de campos no Atlântico, Setores do Golfo do México e da África Ocidental. Este projeto oferece uma oportunidade de mostrar as capacidades do EJA para realizar projetos de engenharia complexos e de grande escala com adaptação rápida de design e layout submarino superior.”

“Agradecemos a Tupi B.V. e seus parceiros por escolherem a Sembcorp Marine e a equipe do EJA para entregar mais uma unidade flutuante para aumentar seus ativos de classe mundial para implantação em águas profundas e ultra profundas. Em meio ao desafio induzido pela pandemia, continuamos comprometidos com a execução segura e oportuna do projeto.”

Em setembro de 2019, o EJA entregou a nova FPSO P-68 para a Tupi B.V. que está atualmente instalada nos campos de águas ultra profundas de Berbigão e Sururu na Bacia de Santos, no Brasil.

Não se espera que a alteração do Contrato tenha qualquer impacto material nos ativos tangíveis líquidos consolidados e no lucro por ação da Empresa para o ano que termina em 31 de dezembro de 2021.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe