Ao menos cinco estaleiros vão construir os próximos FPSOs das áreas da Libra e do pré-sal da Bacia de Santos

estaleiros Brasil irão fabricas as próximas unidades FPSOs de Libra e da Cessão Onerosa do pré-sal na Bacia de Santos

Pelo menos cinco estaleiros entre China e Brasil irão fabricas as próximas unidades FPSOs de Libra e da Cessão Onerosa do pré-sal na Bacia de Santos

Pelo menos cinco estaleiros distribuídos entre China e Brasil, serão responsáveis pelas obras dos próximos FPSOs das áreas da Libra e da Cessão Onerosa, no pré-sal da Bacia de Santos. Empregos a vista! Equinor prenuncia para início de 2020, mais de 1200 trabalhadores em atividades na Bacia de Campos.

O estaleiro brasileiro Brasfels, em Angra dos Reis (RJ) junto com os chineses Bomesc, na cidade de Tianjin, e Cosco, em Dalian, serão os responsáveis pela obra do FPSO Carioca,  operada pela Modec, que será instalado no campo de Sépia, na bacia de Santos.

Afretado à Modec, o FPSO Carioca, tem seu primeiro óleo previsto para 2021.

O FPSO Guanabara, terá suas obras compartilhadas entre o EBR (Estaleiros do Brasil), em São José do Norte (RS), e o Cosco, na China. A unidade também está afretada pela Modec e produzirá em Mero 1 a partir de 2021.

Já o FPSO Almirante Barroso, designado ao campo de Búzios 5, tem operação programada para 2022, e até o momento, é o único garantido na construção do estaleiro Cosco.

Até o momento a Modec negocia com outros estaleiros partes remanescentes do escopo.

Primeira plataforma contratada à SBM após o período de bloqueio cautelar da empresa com a Petrobras, o FPSO Sepetiba (Mero 2) será fabricado pelos chineses CMHI-Nantong e Bomesc-Tianjin e pelo EBR. Seu início de operação está previsto para 2023.

Flavia Marinho

About Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.