A maior caldeiraria pesada do RJ, a EBSE, fatura contrato com a Marinha e inicia contratação para serviços de manutenção

Flavia Marinho
por
-
19-01-2021 10:32:04
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
naval - marinha do brasil - vagas - manutenção

EBSE, no RJ, fecha contrato com a Marinha do Brasil e inicia contratação para serviços de manutenção em diversos navios da Força Naval

EBSE, um dos mais tradicionais fabricantes nacionais de equipamentos industriais, tubos de grande diâmetro e caldeiraria pesada, faturou da Marinha do Brasil um novo contrato para serviços de manutenção em diversos navios da Força Naval. A companhia já deu início as contratações, já que os serviços estão previstos para iniciar nas próximas semanas, revelou o diretor superintendente da empresa, Marco Danemberg em entrevista ao Petronotícias.

Leia também

De acordo com o executivo o contrato representa também uma boa oportunidade de emprego para a mão de obra local, já que a empresa deu início as contratações e segundo ele, podem chegar até 60 vagas para atender o projeto.

Outra conquista recente da empresa foi o recebimento da certificação de Empresa Estratégica de Defesa, ampliando ainda mais as oportunidades da EBSE dentro do segmento. “Para atendimento de uma nação com as dimensões continentais e a importância geopolítica que tem o Brasil, há um horizonte bastante promissor nesse setor da economia, onde não faltarão oportunidades”, disse Danemberg.

Sobre o novo contrato da EBSE com a marinha do Brasil para os serviços de manutenção em navios da Força Naval

De acordo com Marco Danemberg, o escopo contratual dos serviços nos navios da Marinha do Brasil, abrange atividades de manutenção e reparo, além de fabricação de alguns itens que sejam necessários, como tubulações.

Atualmente as embarcações ficam atracados e/ou docados no Arsenal de Marinha e Base Naval do Rio de Janeiro.

EBSE já prestou serviços de manutenção e reparo nos navios da Marinha de apoio antártico, ou navios polares como também são conhecidos, fragatas, navios patrulha e também no maior navio da esquadra brasileira, o Porta-Helicópteros Multipropósito Atlântico.

O Diretor afirma que devido a expertise nos serviços e com o suporte que seu parque fabril proporciona, incluindo mão de obra qualificada, garante ao EBSE uma condição de mobilidade diferenciada para esse tipo de projeto. “Nosso planejamento para o projeto indica que a mobilização estará 100% concluída até o final de janeiro, e em plena atividade no Arsenal de Marinha”, disse o executivo.

A importância desse novo contrato da Marinha para a EBSE

Em primeiro lugar, no cenário atual, impactado pela pandemia, o novo contrato para os serviços de manutenção em navios da Força Naval, contribuirá para o aquecimento da economia da região, haja vista que oferece oportunidade para profissionais qualificados, hoje ainda com dificuldade de colocação no mercado. Acrescido, é claro, dos reflexos positivos em outros setores da cadeia produtiva.

O segundo ponto é que esse projeto amplia a crescente atuação da empresa no segmento de serviços, que faz parte das metas do plano estratégico do EBSE

Por fim, Danemberg, ressalta que esse contrato aumenta a sinergia da empresa com a Marinha do Brasil, que é uma instituição integrante do Ministério da Defesa, aumentando as chances de novas oportunidades de negócio nesse segmento e também contribui para fortalecer a participação da empresa na Base Industrial de Defesa (BID).

O portunidades de negócios para a EBSE após essa certificação

O segmento de Defesa representa mais de 3% do PIB do país. A Base Industrial de Defesa (BID), embora já bastante robusta, ainda está em fase de desenvolvimento e carece de incremento para atendimento às necessidades de uma Nação com as dimensões continentais e importância geopolítica que tem o Brasil. Ou seja, há um horizonte bastante promissor nesse setor da economia onde, em dispondo de tecnologia e capacidade para atendimento as demandas, não faltarão oportunidades.

O Rio de Janeiro detém uma condição extremamente diferenciada no segmento, por ser o maior pilar da indústria naval brasileira, hoje estimulada com a criação do Cluster Naval. Com os Programas Estratégicos da Marinha – que contemplam uma boa parcela de conteúdo local – e as carências geradas a partir da região marítima da Amazônia Azul, muitas oportunidades surgirão e quem estiver preparado certamente terá uma maior chance de participação em futuros empreendimentos.

Cadastro de currículo

Você pode enviar o seu currículo para o banco de vagas da empresa neste link.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe