Video: Marinha lança míssil e afunda corveta Inhaúma

corveta é afundada

Marinha afunda corveta que estava desativada desde 2016 e prepara ainda outros descomissionamentos para este ano

Conforme o Click Petróleo e Gás havia publicado, no dia 18 de junho a Marinha do Brasil já havia pintado o casco da Corveta Inhaúma (V-30), que já havia sido descomissionada e estava atracada no cais do Arsenal de Marinha, na Ilha das Cobras, no Rio de janeiro.
Segundo informações da Marinha, a Corveta seria atingida pelo 3° protótipo do míssil MANSUP (Míssil Antinavio Nacional de Superfície), lançado pela Fragata Independência (F44), mas não foi isso que aconteceu.

Com a mudança de planos, a Marinha do Brasil, executou o lançamento do Penguin através de um helicóptero SH-16 Sea Hawk do Esquadrão HS-1 (1° Esquadrão de Helicópteros Anti-Submarino).
Não foi informado o motivo da mudança, mas o certo é que agora a Corveta Inhaúma descansa no fundo mar servindo de abrigo para reprodução de peixes.

O vídeo

O vídeo divulgado pela Marinha, que o CPG disponibiliza no fim da matéria, mostra o momento do lançamento do míssil Penguin a partir do Helicóptero e o momento em que ele atingiu o mar próximo da linha d’água da corveta.
Logo em seguida, observa-se que a embarcação está sendo sobrevoada por aviões (AF-1 da MB ou A-1 da FAB) e consegue-se ver que ela é atingida e começa a afundar, inicialmente, com o mergulhamento da popa.

A Corveta Inhaúma (V-30) foi incorporada à Armada em 12 de dezembro de 1989 e foi desativada em 25 de novembro de 2016, e por ser a primeira, deu nome a série.

A Marinha do Brasil vai construir quatro Navios classe tamandaré, que inicialmente eram corvetas, no estaleiro Oceana, de Itaguaí, cuja licitação foi vencida pelo Consórcio Águas Azuis liderado pela ThyssenKrupp.

Leia também ! O especialista em acomodações offshore Prosafe ganhou um contrato para o seu flotel Safe Concordia com a Equinor no Brasil.

Lançamento Míssil Penguin

Operação da Marinha do Brasil – Lançamento Míssil Penguin (SH-16)

Gepostet von Amigos do Esquadrão HS 1 Guerreiros am Donnerstag, 27. Juni 2019

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)