SONHO – Vale a pena insistir em um sonho pouco provável?

SONHO – Vale a pena insistir em um sonho pouco provável? Planejamento é a chave do sucesso.

Insistir em um Sonho – Durante alguns anos de minha vida eu tive alguns empreendimentos digamos assim… “bastante diferentes uns dos outros” e sem muita, ou sem qualquer, conexão. Trabalhei como professor de artes marciais em diversas academias, dei aulas de informática em escolas do ramo, trabalhei como assistente administrativo em empresa de manutenção de veículos, tive minhas próprias empresas de informática etc. Bom, nada disso (como insistir em um sonho) te interessa não é verdade?

Você deve estar pensando: “e o que eu tenho haver com isso”?

Se te serve de motivação, e caso você tenha paciência de ler esta pequena história até o final, é provável que isso te inspire um pouco mais.

1a fase da seleção – TESTES TÉCNICOS.

Em 2005 participei de uma entrevista de estágio, na época com meus 34 anos, em uma grande metalúrgica do ramo de cobre. Competindo comigo estavam cerca de mais 10 pessoas. Todas eram bem mais jovens do que eu, com no máximo 25 anos de idade. Todos aqueles profissionais me disseram, com um ar de certa tranquilidade, que conheciam alguém naquela empresa. Opa! Eu não conhecia pessoa alguma naquela empresa. Achei que estava perdendo meu tempo ali, que fui chamado apenas para completar a cota de entrevistados, e que a vaga, provavelmente, já estava garantida para um dos meus concorrentes. Resolvi continuar mesmo assim no processo seletivo.

2a fase da seleção – A ENTREVISTA.

Dos 11 concorrentes, apenas duas pessoas foram chamadas para entrevista com os gerentes de Segurança do Trabalho no dia seguinte.

Adivinhe? Eu e mais um rapaz.

Ao chegar para entrevista o rapaz foi logo me dizendo que o tio dele trabalhava naquela empresa e que ele estava muito tranquilo e confiante. Era como se estivesse me avisando: “você está perdendo o seu tempo coroa, a vaga já é minha”. Diante do meu sorriso amarelo, tive vontade de “socar” a cara daquele garoto, mas se eu já tinha chegado até ali, então, decidi que não valeria a pena estragar tudo não é verdade?

Minha cabeça “deu um nó” e eu pensei: o que será que estou fazendo aqui? Mais uma vez resolvi seguir em frente e o rapaz durou apenas 10 minutos na entrevista dele. Você pode estar pensando: “é Luis Franco… nessa você sobrou”.

Quando chegou a minha vez na entrevista eu perguntei logo se os engenheiros queriam a entrevista em inglês ou em português. Na minha cabeça eu imaginava assim: “Ah, já que não serei chamado mesmo vou mostrar a eles o profissional que perderam”. Eles sorriram e decidiram que seria em português mesmo.

Diante das diversas perguntas que me foram feitas uma eu acreditei que, de acordo com a minha resposta, eu teria sido eliminado ali mesmo. A engenheira de segurança me perguntou o seguinte:

Qual é o seu maior sonho (como insistir em um sonho), e como você se vê daqui a 5 anos? (Pergunta clichê de entrevistadores não é verdade?).

>> Eu respondi: “Me vejo viajando a trabalho pelo mundo, conhecendo diversas culturas, pessoas, costumes, experimentando as mais variadas culinárias estrangeiras, aprendendo e entendendo os diversos pontos de vista em relação ao meu trabalho, compartilhando conhecimentos com colegas internacionais etc. Para alcançar isso eu terei que trabalhar em uma empresa do ramo offshore (trabalhar embarcado) e conquistar meus chefes de que eu mereço tais oportunidades”.

A engenheira, óbvio, achou um tanto estranho e retrucou (foi quase como se ela me pergunta-se, como você se atreve?

>> Como você tem coragem de responder isso se está tentando uma vaga para uma metalúrgica onde não poderá te oferecer essas oportunidades de viagens ao exterior? Está nos dizendo que assim que tiver oportunidade vai deixar a empresa, mesmo antes de começar? E se você não conseguir alcançar esse seu sonho?

Eu respondi:

>> Bom, esta empresa não me promete contratação após o final do estágio. Eu preciso do estágio para ter meu registro como profissional. Enquanto eu estiver trabalhando aqui farei o melhor que puder pela empresa. Sobre o meu sonho eu vou conseguir sim. Só não sei ainda quando e nem como, mas chegarei lá com toda certeza. Eu não vou desistir.

Fui dispensado da entrevista naquele momento, a qual já durava mais de 45 minutos, e fui para casa com a certeza de que tinha perdido aquela vaga de uma vez por todas. Então finalizei meu raciocínio do dia com o seguinte pensamento: “acho que chutei o balde”, mas pelo menos estou de alma lavada.

A ligação.

Dia seguinte recebi uma ligação da empresa me dizendo que eu estava contratado. Não vou mentir, eu chorei muito naquele dia. Afinal de contas eu tinha deixado minha empresa de informática para arriscar em um emprego formal e, como uma boa parte dos brasileiros, eu já estava um bom tempo sem trabalho, sem dinheiro e com mulher e filha pequena para sustentar.

Emprego conquistado.

Nesta empresa passei dois anos, fui contratado como empregado, técnico, oficial depois do estágio, e em seguida fui chamado para uma grande multinacional do ramo de perfuração de poços de petróleo, ganhando mais do que o dobro e com diversas vantagens e benefícios que eu nem imaginava que existiam.

Sonho realizado.

Viajei o mundo a trabalho, passei por mais de 15 países, fiz cursos e adquiri certificados internacionais e fui aos quatro cantos do planeta. Tenho em meus contatos amigos e colegas de trabalho do mundo inteiro, já experimentei diversas iguarias estrangeiras (algumas inclusive exóticas), tive oportunidade de fazer parte dos costumes, crenças, alegrias e tristezas de personalidades de várias partes deste mundo. “Do jeitinho que eu sempre sonhei“.

O que eu quero te dizer é que: não duvide dos seus sonhos

Não deixe que parem você. Não dê ouvidos aos que tentarão, e com certeza tentarão, te desanimar. “Há muito mais pessoas no bueiro torcendo para que você fracasse do que as que estão nas arquibancadas aplaudindo sua caminhada”.

Segundo Henry Ford, “ Há mais pessoas que desistem do que pessoas que fracassam”.

Mesmo que demore a acontecer, mantenha o foco. O mais importante é você se lembrar todos os dias do seu objetivo. Uma dica para que você não se esqueça do que você deseja é escrever em algum lugar, colocar na agenda e programar para te avisar todos os dias, ou toda semana. Hoje com o avanço da tecnologia você pode utilizar um dos diversos “apps” de celular para que seu sonhomartele” em sua mente como se te dissesse: “oi, lembra-se de mim? Você ainda vai alcançar isso”. Pesquise sobre o que você deseja, aprenda o que for necessário para chegar lá.

Ok, ok, não é fácil, também tive medo, também tive vontade de desistir, mas o medo de “remar, remar, remar e não chegar a lugar algum” era menor do que o meu desejo de vitória.

Eu conseguia ter, mesmo sem ter uma única pista de que daria certo, o enorme desejo de experimentar tudo aquilo que durante anos estava apenas em minha cabeça.

Novos sonhos.

Aos 46 anos, hoje, ainda tenho muitos sonhos. Alguns também difíceis de serem alcançados e onde muitos diriam até que já está tarde para mim. Sabe o que eu penso sobre isso e sobre os que tentam me desanimar?

NADA. Apenas continuo caminhando.

O app do meu celular me avisa todos os dias: “Oi, lembra de mim? Você ainda vai alcançar isso”.

E você?

Qual é o seu sonho (como insistir em um sonho) a longo prazo e o que tem feito para alcança-lo?

Você também vai se SENTIR MELHOR quando ler isso: Ressignificar é preciso. Tirar algo de bom da situação te fortalecerá.

Baixem o nosso aplicativo para Android, notícias e vagas de empregos na palma da mão com atualizações diárias, sempre focado em processos seletivos reais e com fontes de alta credibilidade. O app é leve e economiza muitos dados móveis, já que a maioria de nossos leitores acessam as nossas matérias em dispositivos móveis. Temos catalogo de produtos, cursos relacionados, empresas que estão contratando, dicas, vídeos e interação entre os usuários. BAIXEM AGORA NA PlayStore CLICANDO AQUI.
The following two tabs change content below.
Luis Franco

Luis Franco

HSE Advisor / Coordenador de Segurança e Treinamento at McDermott
Baiano de Salvador, Luis Franco é Técnico de Segurança do Trabalho à mais de 12 anos. Amante do comportamento humano e, consequentemente, das pessoas, teve oportunidade de se realizar profissionalmente no Brasil e no exterior, conhecendo assim gente dos quatros cantos do planeta. E-mail - [email protected] e Whatsapp 71996191964
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.