Home > Sem categoria

Sondas de perfuração que valem 360 milhões postas a venda a partir de 20 pela Petrobras

Paulo Nogueira
por
-
26-03-2017 10:08:16
em Sem categoria
Sondas de perfuração que valem 360 milhões postas a venda a partir de 20 pela Petrobras Sondas de perfuração que valem 360 milhões postas a venda a partir de 20 pela Petrobras

Sondas com valores extremamente baixos, agora estão praticamente em sucatas.

No último dia 17, a Petrobras resolveu vender as sondas P-59 e a P-60 com um lance inicial de US$ 40 milhões( as duas juntas),  sendo que as mesmas custaram para estatal uma balela de US$ 720 milhões em 2010, pouquinho, não? Essas sondas perfuratrizes constituem a plano estratégico da Petrobras de desinvestimentos e segundo ela, até maio serão leiloadas( entregar de bandeja) 7 unidades no pacotão de vendas.

As 2 sondas citadas no primeiro parágrafo, foram montadas na época em associação das empresas  Odebrecht, UTC e Queiroz Galvão( alguém falou de Lava jato?) no próprio complexo de obras da Petrobras na Bahia.

Com promessas de que a construção das unidades P-59 e a P-60 seriam uma etapa importante na reconquista do setor naval brasileiro, esse marco foi comemorado pelas grandes empresas e os personagens de alto escalão do governo. Vide a foto do Dilmão e os demais tubarões no evento:

Ela discursou na cerimônia de batismo em 2012 ,exclamando que as parcerias feitas na época fariam a economia do setor naval brasileiro, sobre tudo em estaleiros, gerar empregos e fazer o Brasil subir no ranking nessa categoria, já que desde de 1980 o setor estava praticamente instinto

Agora imaginem, cada sonda custou US$ 360 milhões e o lance mínimo é de US$ 20 milhões, 360-20 = 340.  Essa matemática fez José Maria Rangel, ao qual coordena a FUP( Federação única dos Petroleiros) pirar literalmente, ressaltando que esse preço é baixo demais e agora não é o momento para se desfazer de nada

Segundo a Petrobras, esses valores são apenas virtuais com o objetivo de apenas dar ignição no leilão e que as sondas serão vendidas apenas se alcançarem um valor mínimo consensual. Mas adivinha só! Ela não quer dizer qual é esse valor.

Em 2013, as sondas foram recebidas pela Petrobras e ao inverso de navios-sonda, que podem trabalhar em lâminas d’água a partir de 1000 metros, a P-59 e P-60 só alcançam no máximo 106 metros de profundidade.

As sondas que estão sob licitação de venda são as P-3, P-10, P-16, P-23,P-59 e P-60. Todas essas trabalham apenas em águas de baixa profundidade. Algumas dessas já estão em estaleiros ao um bom tempo esperando serviço.

 

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.