Home > Sem categoria

SENAI e SESI vão capacitar 800 mil jovens do Bolsa Família e do Cadastro Único

Paulo Nogueira
por
-
14-12-2019 06:31:37
em Sem categoria
SENAI e SESI vão capacitar 800 mil jovens do Bolsa Família

SENAI e SESI em parceria com a CNI prevê ensino profissional a 800 mil jovens do Bolsa Família entre 18 e 29 anos nos próximos quatro anos

SENAI e SESI vão capacitar inscritos do Cadastro Único e Bolsa Família. O programa que prevê capacitar 800 mil jovens do Bolsa Família e do Cadastro Único foi assinado na quarta-feira, 11 de dezembro, em Brasília, durante a homenagem da CNI ao presidente da República, Jair Bolsonaro, com a Ordem do Mérito Industrial. ATENÇÃO, confiram as profissões com mais vagas de emprego até 2023, segundo o SENAI.

Serão investidos R$ 2,3 bilhões com o objetivo  de capacitar esses 800 mil jovens do Bolsa Família nos próximos três anos, afirmou o Ministério da Cidadania e a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Para Jair Bolsonaro, a educação é primordial para o crescimento do País. “Ou nós mudamos de fato a educação, ou nosso futuro também estará comprometido. Agradeço ao trabalho da CNI, que nos ajuda na formação de mão de obra adequada”, destacou o presidente.

Em julho deste ano ocorreu a formalização entre as áreas da cidadania e do Sistema Indústria, validando o acordo de cooperação técnica entre o ministro da Cidadania, Osmar Terra, e o presidente da CNI, Robson de Andrade.

O Ministério da Cidadania está comprometido em promover a autonomia das pessoas inscritas no Cadastro Único. Nesse sentido, o ministro Osmar Terra também convidou empresários para reservarem espaço aos jovens atendidos por essa cooperação, em suas empresas.

“Para não deixar ninguém para trás, precisamos dessa parceria e queremos que todos vocês, nas suas empresas, reservem uma quota mínima para os jovens do Bolsa Família. Temos 4,6 milhões de jovens que nem trabalham, nem estudam, entre 18 e 29 anos, no Bolsa Família. Isso é uma tragédia para o nosso país”, disse o ministro.

O plano de trabalho prevê uma qualificação profissional, cursos de reforço em português e matemática e o encaminhamento de jovens do Bolsa Família pelo Ministério da Cidadania aos serviços do Sistema S administrados pela CNI, como o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

“Temos o maior complexo privado de educação profissional. São mais de duas milhões de matrículas no Brasil, temos quase mil escolas, dois barcos na região amazônica fazendo qualificação profissional e quase 30 mil colaboradores”, contou o presidente da CNI.

Distribuição dos cursos

Os cursos estarão disponíveis em todos os estados do Brasil, com uma carga horária 100 horas para reforço de português e matemática integradas a qualificação profissional, com média de 200 horas e duração de 6 meses.

O programa tem como prioridade formar jovens do Bolsa Família que não estejam matriculados em instituições de ensino profissionalizante ou no mercado de trabalho formal.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.