Início Renault anuncia lançamento de carro movido a hidrogênio que será feito com materiais reciclados

Renault anuncia lançamento de carro movido a hidrogênio que será feito com materiais reciclados

17 de maio de 2022 às 11:31
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Renault - carro a hidrogênio - carro movido a hidrogênio -
Novo conceito da Renault a hidrogênio Imagem: Divulgação

A Renault anunciou o lançamento do seu carro a hidrogênio, um conceito produzido com 70% de materiais reciclados. O carro movido a hidrogênio também será 95% feito por materiais recicláveis

A Renault anunciou na última quarta-feira (11) que planeja lançar o seu novo carro movido a hidrogênio, com data de revelação marcada para o dia 19 de maio. O conceito tem como foco a sustentabilidade e será feito com 70% de materiais reciclados e 95% de materiais recicláveis. Em um primeiro momento, a Renault mostrou apenas o interior e o exterior do veículo. Por dentro, o carro a hidrogênio conta com um painel com um layout de várias telas, texturas diferentes no volante e bancos com encosto de cabeça alongados. Por fora, o veículo conta com um logo da Renault iluminado.

Detalhes sobre o novo carro movido a hidrogênio da Renault

Não é possível saber muito do veículo por enquanto, mas já é possível observar que a frente é composta por um farol dividido e um capô com design com muitos detalhes.

Artigos recomendados

Ainda não é possível saber se o veículo é um SUV ou hatch. A Renault, que atua com tecnologia de células de combustível de hidrogênio, disponibilizando vans de produção através da HYVIA, pode ter neste carro a hidrogênio um motor à combustão comum que pode ser convertido para utilizar hidrogênio como combustível, como foi feito pela Toyota com seu GR Yaris.

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

A montadora francesa exibirá o modelo no evento Change NOW, que acontecerá em Paris, na França, entre os dias 19 e 21 deste mês. No motor do carro a hidrogênio, o combustível queimado explode, movendo os cabeçotes, assim como em veículos à gasolina. Entretanto, ao invés de emitir gases poluentes como o CO2, ele apenas elimina vapor de água pelo escapamento.

Já nos motores com células de combustível, o que acontece é uma reação química que também emite vapor de água, porém gerando eletricidade no lugar da explosão. Isso alimenta um motor elétrico. Apesar de não fazer barulho, este modelo também pode ser abastecido em um posto de combustível e não na tomada.

CEO da Renault se pronuncia sobre carro a hidrogênio

De acordo com Luca de Meo, CEO da Renault, o modelo também receberá uma versão elétrica, além desta com hidrogênio. É possível encontrar, pelo teaser divulgado pela marca, traços do Megane, principalmente pelo formato dos faróis e do capô.

O veículo conta com câmeras nos retrovisores substituindo os espelhos e com uma dianteira que remete aos novos subcompactos da empresa. O executivo da marca também enfatizou que o carro movido a hidrogênio é muito mais do que um estudo de design e afirma que a empresa planeja trazer o modelo para a vida real.

Renault Zoe foi equipado com um tanque carregando 200 litros de um combustível que combina hidrogênio e esterco

Fugindo um pouco da montadora em si, na última semana um carro elétrico Renault Zoe foi equipado com um tanque carregando 200 litros de um combustível que combina hidrogênio e esterco, batendo recorde de autonomia percorrendo 2.055,68 km em uma única carga.

O veículo foi desenvolvido pela empresa ARM Engineering, da França, e utiliza o metanol sintético renovável conhecido como G-H3, que possui características como a capacidade de alimentar carros elétricos por meio de uma célula dedicada.

A marca recordista alcançada pelo Renault Zoe modificado pela empresa foi obtida no circuito de Albi, na França, com o veículo atingindo 50 km/h. Com o uso do combustível à base de biomassa e hidrogênio, a autonomia do veículo foi basicamente 5 vezes maior do que aquilo que foi oferecido pelo modelo elétrico cru, em cerca de 385 km. O veículo passou três dias de pista para percorrer os mais de 2 mil km. Em seu volante, 5 pilotos revezaram a direção das sete da manhã à meia noite.

Relacionados
Mais recentes