Raízen anuncia a construção de nova unidade de etanol celulósico, no estado de São Paulo

Roberta Souza
por
-
25-06-2021 15:07:40
em Economia, Negócios e Política
Emprego – Raízen – São Paulo Unidade e logo da Raízen/ Fonte: RCIA Araraquara

A construção da nova unidade de etanol da Raízen, em São Paulo, foi anunciada por meio de uma nota emitida pela Cosan

Através do comunicado emitido ao mercado, a Raízen (joint venture da Cosan e da Shell) anunciou que irá realizar investimentos para a construção de sua segunda unidade de etanol celulósico, com capacidade para produzir 82 milhões de litros por ano, no estado de São Paulo. Veja ainda: Raízen, a produtora global de etanol licenciada da marca Shell no Brasil, está com inscrições abertas para vagas de emprego na área de tecnologia, em usina de São Paulo e outras regiões brasileiras

Mais detalhes sobre a nova unidade que irá ser construída em São Paulo

A nova unidade de etanol celulósico da Raízen, que será integrada ao parque de bioenergia Bonfim, localizado em Guariba no estado de São Paulo, deve entrar em operação em 2023 e terá o dobro da capacidade de sua primeira fábrica. Após o início da operação da unidade, a capacidade total de produção do biocombustível celulósico da Raízen será de aproximadamente 120 milhões de litros por ano.

A nota publicada ainda cita que além da nova construção da unidade de etanol no local, ainda há a produção de açúcar, etanol de primeira geração e energia elétrica a partir da biomassa da cana, que também abriga a primeira planta de Biogás da Companhia, inaugurada em outubro de2020. A previsão é que a Planta de E2G da Raízen entre em operação em 2023.

O anúncio da construção da nova planta de etanol da Raízen atende a crescente demanda pelo produto no mercado internacional, com 91% do seu volume já comercializado em contrato de longo prazo com um player global de energia. Com o domínio da tecnologia, a Raízen se consolidará como o único produtor mundial a operar 2 plantas de etanol celulósico em escala indústria.

Veja ainda: Shell vende divisão de lubrificantes para a Raízen, a maior produtora global de etanol

A Shell Brasil, subsidiária da Royal Dutch Shell plc, assinou um acordo para a venda da sua divisão de lubrificantes no Brasil à Raízen, a maior produtora global de etanol. Segundo o comunicado da petroleira, a transação ainda depende de aprovações dos órgãos regulatórios e deve ser concluída em 2022. Após a conclusão da transação, a marca Shell seguirá em destaque, por meio do acordo de licenciamento com a Raízen. Os clientes seguirão tendo acesso aos produtos e serviços da marca Shell.

A parceria de longa data entre a Shell e a Raízen inclui os portfólios de varejo, aviação e distribuição de combustíveis. A integração da divisão de lubrificantes à joint venture gerará sinergias entre as duas companhias e garantirá uma oferta de lubrificantes e combustíveis com mais oportunidades de descarbonização.

A Raízen, joint venture entre Shell e Cosan, é uma companhia integrada de energia, líder na produção de cana de açúcar, etanol e bioenergia no Brasil. A Raízen tem 26 unidades de produção, 860 mil hectares de terra agrícola cultivada, uma rede de mais de seis mil postos com a bandeira Shell, mil lojas de conveniência Select e mais de 3.300 clientes comerciais no Brasil e na Argentina.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos