R$ 500 milhões serão investidos em construção de nova usina de etanol de milho, no Mato Grosso do Sul

Roberta Souza
por
-
19-02-2021 15:07:56
em Usina e Agronegócio
Usina, etanol, Mato Grosso do Sul Usina de etanol de milho

A empresa Inpasa Agroindustrial vai investir R$ 500 milhões e construirá em Dourados (MS) a primeira usina de etanol de milho

A Inpasa Agroindustrial, construirá em Durados, no estado do Mato Grosso do Sul, a primeira usina de etanol de milho da cidade. A empresa deve investir mais de 500 milhões de reais nessa nova usina. Cerca de 200 empregos diretos e outros 150 indiretos na fase inicial devem ser gerados na construção. A previsão é que a usina entre em operação no final de 2022.

Confira ainda outras notícias do dia:

Produção prevista:

A capacidade instalada da planta é de 3.600 toneladas de milho por dia, totalizando 1.008.000 toneladas por ano. A Inpasa estima que, considerando os 12 milhões de toneladas colhidas em 2018/2019 no Mato Grosso do Sul, a nova usina irá consumir cerca de 10% da produção de milho produzida pelo estado.

A previsão é de que sejam produzidos 426 milhões de litros de etanol e 297 mil toneladas de DDG – resíduos industriais do milho para ração animal, por ano. Deve produzir também cerca de 24,7 mil toneladas de óleo por ano e 179,630 megawatts de eletricidade por ano, com uma receita anual de 1,423 bilhão de reais.

Investimentos:

Do investimento total, 100 milhões de reais vieram do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste).

O secretário Jaime Verruck que preside o CEIF/FCO (Conselho Estado de Investimentos Financiáveis pelo FCO), diz que “A empresa adquiriu a área e está em processo de finalização dos licenciamentos para em breve iniciar as obras. A indústria está alinhada com a política industrial do Estado de modificação da matriz energética, agregação de valor ao milho que é uma matéria-prima local, geração de um subproduto que é o DDG e encadeamento florestal. Essa política que nós queremos e que o FCO mostra o quanto pode auxiliar no desenvolvimento econômico”.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos