Preço do aço produzido pela Usiminas sobe 30% em apenas 32 dias deste ano

Roberta Souza
por
-
03-02-2021 15:45:44
em Economia, Negócios e Política
Aço, Usiminas Forno da Usiminas – produção de aço

De abril de 2020 até os primeiros dias de fevereiro, o valor do aço que a Usiminas produz chegou a subir mais de 130%

Após mais de 100% de crescimento de abril a dezembro de 2020, a Usiminas aumentou seus produtos em mais 15% em janeiro e agora nos dois primeiros dias do mês fevereiro, anunciou mais um aumento de 15%. Em outras palavras, em 32 dias de 2021, o preço do aço aumentou 30% sem envolver qualquer mudança governamental ou de fiscalização, como CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

Confira ainda outras notícias do dia:

Preços e recuperação da pandemia:

De acordo com o atual ministro da economia, Paulo Guedes fala que vão ficar poucas empresas, mas os preços dos produtos e serviços continuarão a exercer uma pressão enorme sobre a inflação.

Guedes ainda diz que a indústria de transformação, que produz os bens de consumo mais comuns no mercado, busca se recuperar da crise provocada pela pandemia e agora tem outra preocupação, a alta e a falta de aço.

Afetando mais setores:

O mercado está tão desregulado que não há previsão nenhuma dos produto serem entregues nos próximos meses. Também faltam produtos nas lojas da construção civil, como barras de aço e ferro para a construção de lajes, arame farpado e até pregos.

Outro que foi atingindo foi a indústria do petróleo, que sofreu com a alta dos preços e a escassez de setores. Não há previsão de entrega. Sem investimento, algumas empresas já começaram a demitir funcionários.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe