Início PetroRio recebe aprovação da ANP e se torna operadora dominante do campo de Tubarão Martelo, na Bacia de Campos

PetroRio recebe aprovação da ANP e se torna operadora dominante do campo de Tubarão Martelo, na Bacia de Campos

4 de agosto de 2020 às 12:27
Compartilhe
Siga-nos no Google News
PetroRio se torna operadora dominante do campo na Bacia de Campos
FPSO OSX-03 da PetroRio que opera no campo de Tubarão Martelo/ Imagem: Divulgação




A PetroRio recebe aval da Agência Nacional do Petróleo (ANP) para direitos do ativo de Tubarão Martelo, que era operado pela Dommo, situado na Bacia de Campos

O Campo de Tubarão Martelo na Bacia de Campos está sob novo proprietário. Foi aprovada ontem (03/08), pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), a cessão dos direitos para a PetroRio do ativo que antes era operado pela empresa de óleo e gás Dommo Energia. Aproveite e veja que a PetroRio está com vagas offshore abertas.

Veja também outras notícias

Em dezembro de 2013, a Dommo Energia iniciou a produção de petróleo no campo de Tubarão Martelo. A produção no ativo está sendo realizada por meio do FPSO OSX-3 e, até o ano de 2018, produziu mais de 15 milhões de barris de petróleo.

Com a aquisição, a PetroRio se torna operadora dominante da concessão, possuindo uma participação de 80% e promete extender, até 2035, a vida econômica do campo.

PetroRio anuncia aquisição da unidade FPSO OSX-3

Além da compra dos direitos do campo, a PetroRio também já havia anunciado, em fevereiro deste ano, a aquisição da unidade de Produção Armazenamento e Transferência de Óleo e Gás FPSO OSX-3 por um valor total de US$ 140 milhões.

A empresa se comprometeu a assumir todos os custos operacionais e compromissos de investimentos da Dommo Energia.

Projeto integrado da PetroRio na Bacia de Campos

A PetroRio pretende realizar projetos buscando a integração dos campos de Tubarão Martelo e Polvo, ambos ativos localizados na Bacia de Campos, estimando um investimento de aproximadamente US$ 45 milhões.

Após a interligação dos campos de petróleo Tubarão Martelo e Polvo, prevista para meados de 2021, a PetroRio ficará com 95% de participação no novo polo produtor integrado; e a Dommo, com os 5% restantes.


Relacionados
Mais recentes