Petróleo ainda reina, mas renováveis pressiona e ganha cada vez mais espaço no mercado mundial

Roberta Souza
por
-
11-12-2020 18:34:51
em Energia Renovável, Petróleo, Óleo e Gás
Petróleo e renováveis Usinas de combustíveis fósseis

O cenário energético ainda é dominado pelo petróleo, mas as fontes renováveis, como a solar, vem tomando espaço no mercado

Hoje, no cenário mundial energético, os combustíveis fósseis, como o petróleo, gás natural e o carvão mineral, ainda dominam o mercado, mas fontes de energia renováveis vem ganhando amplamente seu espaço. Um exemplo desse avanço são os painéis solares, que passou de 217 GW de capacidade instalada em todo o mundo, para 578 GW.

Confira ainda outras notícias:

Nicolas Berghmans, do centro de estudos do IDDRI, diz que “Os combustíveis fósseis continuam dominantes, mas a dinâmica favorece claramente a eletricidade renovável”.

De acordo com dados da Agência Internacional de Energia Renovável, nos últimos anos, os painéis solares cresceram rapidamente, passando de 217 GW de capacidade instalada global em 2015 para 578 GW em 2019. Isso é mais que o dobro da capacidade total de produção de energia da Rússia em 2015.

Os combustíveis fósseis foram atingidos este ano, principalmente pela geração de energia solar e eólica nos Estados Unidos e na China. As energias renováveis ​​respondem por quase 90% da nova capacidade.

Nicolas ainda diz que as energias renováveis ultrapassarão o carvão em 2025 e se tornarão a principal fonte de produção de eletricidade.

“Não vimos muita redução no desenvolvimento de eletricidade renovável durante a crise e isso pode ser devido à queda nos custos, que o tornam competitivo, mas também porque o apoio público foi mantido”.

O cenário do petróleo e seus derivados foi fortemente afetado pelas restrições impostas pelo governo, para limitar a disseminação do coronavírus, atingindo severamente o setor de transporte.

Os preços também sofreram um grande golpe: embora um dos principais contratos tenha caído para níveis pré-pandêmicos, por um breve período caiu abaixo de zero. Espera-se que a demanda se recupere com a recuperação da economia global no próximo ano.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos