Petrobras sofre desvalorização de R$ 65,3 bilhões em campos produtores de petróleo

Roberta Souza
por
-
17-05-2020 11:38:56
em Petróleo, Óleo e Gás
petróleo, petrobras

Estatal reconhece desvalorização de R$ 65,3 bilhões em diversos de seus campos produtores de petróleo

A Petrobras tem vivido, mas tem sofrido. Desta vez, devido a desvalorização do preço do barril do petróleo, a queda na demanda da commoditie e derivados e o excesso de oferta no mundo todo, fez com que a Petrobras reconhecesse uma desvalorização de R$ 65,3 bilhões em diversos campos produtores de petróleo.

ANÚNCIO

Veja ainda outras notícias:

A estatal reavaliou a recuperabilidade econômica dos ativos diante da atual crise da indústria mundial do petróleo. De acordo com a empresa, em seu balanço financeiro, “haverá uma mudança estrutural na economia mundial, pois são esperados efeitos permanentes do choque provocado pela crise atual sobre a economia, bem como ocorrerá uma mudança de hábitos dos consumidores, já observados nos dias atuais, que tende a ser perene”.

Com o atual cenário, a Petrobrás revisou para baixo o valor de diversos campos de águas profundas, principalmente em Roncador, Marlim Sul; Polo Norte, Albacora Leste, Polo Berbigão-Sururu, Polo CVIT e Mexilhão. A desvalorização deste conjunto de ativos chegou a R$ 57,6 bilhões.

Já as perdas relacionadas aos campos de águas rasas somaram R$ 6,625 bilhões. “O impairment dos campos de águas rasas corresponde a 100% no valor de livro desses ativos, os quais tinham a uma produção média de 23 mil barris de petróleo por dia”, detalhou a petroleira.


⇒ Participe dos nossos grupos do Telegram e fique atento a todas as notícias do mercado de energia, empregos, projetos e outros assuntos microeconômicos do Brasil. Nossas informações sempre são direto das fontes e atualizadas. Acesse o Nosso Telegram aqui.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos