Petrobras mantém posicionamento de vender participação na petroquímica Braskem

Roberta Souza
por
-
30-08-2021 14:30:59
em Economia, Negócios e Política
Petrobras – petroquímica – Braskem Petrobras/ Fonte: MoneyTimes

A Petrobras divulgou hoje (30/08) que mantém seu posicionamento em buscar a venda integral de sua participação na petroquímica Braskem

A Petrobras reafirmou nesta segunda-feira (30/08), que mantém seu posicionamento em buscar a venda integral de sua participação na petroquímica Braskem e monitora o processo de alienação da participação detida pela Novonor. A petroleira em comunicado ressalta que avalia oportunidades no segmento petroquímico, conforme previsto em seu Plano Estratégico 2021-2025, visando à integração de suas atividades de Exploração e Produção (E&P) e Refino. Veja ainda esta notícia: Negociações entre Petrobras e Braskem avançam para celebração de novo contrato de nafta

A Petrobras havia contratado JPMorgan para acessar na venda da petroquímica Braskem

A Petrobras contratou o JPMorgan como assessor para vender sua participação na petroquímica Braskem, disseram três fontes a par do assunto. Executivos da Petrobras disseram em teleconferência com investidores que tinham contratado assessores para vender sua fatia na Braskem, sem dar mais detalhes.

O conglomerado Novonor, antes conhecido como Odebrecht, retomou a venda do controle acionário da Braskem em abril, mas até agora não encontrou comprador. Mesmo assim, Morgan Stanley (MS), assessor da Novonor, recebeu propostas para alguns ativos da petroquímica. A empresa possui fábricas no Brasil, México e nos Estados Unidos. Dada a complexidade de vender unidades da empresa para diferentes compradores, a Petrobras decidiu contratar um consultor para analisar possíveis negócios.

A estatal vendeu recentemente refinaria no Amazonas

A Petrobras assinou no dia 25/08 com o Grupo Atem, o contrato para a venda da Refinaria Isaac Sabbá (REMAN), em Manaus, no Amazonas, e seus ativos logísticos associados pelo valor de US$ 189,5 milhões (R$ 994,15 milhões). A refinaria é a segunda dentre as oito que estão em processo de venda a ter o contrato assinado. A REMAN possui capacidade de processamento de 46 mil barris/dia e seus ativos incluem um terminal de armazenamento.

A venda da REMAN está em consonância com a Resolução nº 9/2019 do Conselho Nacional de Política Energética, que estabeleceu diretrizes para a promoção da livre concorrência na atividade de refino no país, e integra o compromisso firmado pela Petrobras com o CADE para a abertura do setor de refino no Brasil. O processo de desinvestimento da REMAN, aprovado pelo Conselho de Administração da Petrobras nesta data seguiu rigorosamente a Sistemática de Desinvestimentos aprovada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). O projeto de desinvestimento da refinaria foi aprovado em todas as instâncias da governança corporativa da Petrobras.

Após a conclusão da operação, a Petrobras continuará operando a refinaria através de um contrato de prestação de serviços por um período transitório (Transition Service Agreement – TSA) enquanto o comprador estrutura seus processos e monta suas equipes. Isso acontecerá sob um acordo de prestação de serviços, evitando qualquer interrupção operacional. A Petrobras e a ATEM reafirmam o compromisso estrito com a segurança operacional na REMAN em todas as fases da operação. Foram tomadas medidas para que não ocorra descontinuidade no fornecimento de gás natural, petróleo e GLP da região.

Os empregados da Petrobras que decidirem permanecer na companhia poderão optar por transferência para outras áreas da empresa. Outra possibilidade é a adesão ao Programa de Desligamento Voluntário, com pacote de benefícios. A Petrobras vem conduzindo os processos de desinvestimento com transparência e respeito aos empregados. A companhia divulga interna e externamente as principais etapas do processo e dá todo o apoio aos profissionais envolvidos. Nenhum empregado da Petrobras será demitido em decorrência da transferência do controle da REMAN para o novo dono.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe