Odebrecht articula venda da petroquímica Braskem para Mubadala, o fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos

Flavia Marinho
por
-
19-04-2021 11:06:44
em Refinaria e Termoelétrica
Odebrecht - emprego - Braskem - emirados árabes - refinaria - Mubadala Trabalhadores da petroquímica Braskem do Grupo Odebrecht / Fonte: Reprodução Google

Odebrecht busca compradores para a petroquímica Braskem nos Estados Unidos, Oriente Médio, Europa, China, Japão e Sudeste Asiático

A petroquímica Braskem, empresa do Grupo Novonor – antiga Odebrech, está na mira de aquisição do fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos, Mubadala. As negociações são sobre a compra de 50,1% da empresa que faz parte do programa de recuperação judicial da Odebrecht/Novonor.

Leia também

A Petrobras, que é dona do restante da Braskem, parece não se opor ao negócio. A própria estatal já possui um processo em andamento com o fundo árabe, a venda da Refinaria Landulpho Alves (RLAM).

Segundo o Broadcast Estadão, ainda é esperado que outros interessados entrem em cena, como a holandesa LyondellBasell, que pode retomar as negociações pela fatia na Braskem. 

A Novonor afirmou ser possível “que compradores diferentes tenham mais interesse em alguns ativos do que em outros, mas que o objetivo é vender a participação da Novonor na empresa consolidada.” Hoje, a Braskem vale, aproximadamente, US$ 7 bilhões na bolsa.

A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, com volume anual superior a 20 milhões de toneladas, incluindo a produção de outros produtos químicos e petroquímicos básicos. A empresa opera 41 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA, Alemanha e México, esta última em parceria com a mexicana Idesa.

OEC ganha contrato e vai construir refinaria de petróleo avaliada em mais de 900 milhões de dólares em Angola

A Odebrecht anunciou, em março, que irá erguer uma nova usina de refinaria de petróleo em Angola. A escolhida para realizar as obras foi a OEC, que atua no ramo de engenharia e construção do grupo Odebrecht.

A refinaria de petróleo será construída na província de Cabinda, que fica cerca de 30 km ao norte de Luanda, capital da Angola. O valor de contrato está avaliado em US$ 920 milhões e as obras de instalação estão previstas para começarem entre os meses de abril e maio deste ano (2021).

A capacidade total da refinaria de petróleo da Odebrecht será de processar em torno de 60 mil barris ao dia de óleo cru, que dará seguimento à gasolina, ao diesel, combustível de aviação, querosene e também ao óleo combustível.

Segundo a Odebrecht, o contrato fechado entre OEC e Cabinda Oil é essencial para alavancar seu setor de projetos, já que houve uma grande queda quando o grupo foi enquadrado na Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, entre os anos de 2014 e 2015, prejudicando as operações da OEC no Brasil, na América Latina e na África. A expectativa é que esse novo projeto traga melhor visibilidade ao grupo controlador.

Com 26 contratos ativos no Brasil e no exterior, Odebrecht espera se reerguer e faturar 1,1 bilhão de dólares em 2021

Odebrecht planeja se reerguer e fechar o ano de 2021 com 1,1 bilhão de dólares na conta. Quase seis anos após a prisão de Marcelo Odebrecht, que arruinou com a construtora, o grupo tenta fortalecer a empresa, com novas obras e um possível sócio para ajudar a financiar a retomada.

Atualmente, a construtira Odebrecht conta com 26 contratos ativos, dos quais 15 são no Brasil, e 11 no exterior, em países como Panamá, Peru, Argentina, Guiana, Angola, Gana e Estados Unidos.

Além disso, a empresa faturou nos últimos 12 meses seis obras. O presidente da empreiteira, Marco Siqueira, está otimista e espera dobrar o faturamento esse ano, para US$ 1,1 bilhão, cerca de R$ 6 bilhões.

Envie o seu currículo para o Grupo Odebrecht

Para cadastrar o seu currículo e se manter atualizado nas vagas de emprego das empresas que fazem parte do grupo Odebrecht, basta Clicar neste link. Você será redirecionado para uma página onde encontrará as principais empresas do Grupo Odebrecht.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe