Novo complexo de energia solar no Piauí promete gerar 3.600 empregos

Valdemar Medeiros
por
-
25-06-2021 18:08:15
em Energia Renovável
energia solar - empregos - Piauí - Especialistas em energia Solar — Foto: Freepik

A empresa Ibtu pretende investir mais R$ 2,5 bilhões para instalar o novo complexo de energia solar chamado de Caldeirão Grande 2. O complexo permitirá que o Piauí continue na liderança no setor e promete gerar mais de 3.500 novas oportunidades de empregos

Nesta quinta-feira (24), o Governador do Piauí, Wellington Dias se reuniu no Palácio de Karnak com representantes da Secretaria Estadual de Mineração, Petróleo e Energias Renováveis e representantes da Ibtu Energia para falar sobre o projeto de implantação de um novo Complexo de Energia Solar, conhecido como Caldeirão Grande 2 que promete gerar mais de 3 mil empregos na região.

Leia também

Novo complexo de energia solar no Piauí fomenta novos empregos para profissionais da região

Serão gerados cerca de 3.600 vagas de emprego indiretos e diretos ao longo de três anos e a expectativa é que os empregos comecem a ser gerados ainda no fim deste ano. O complexo será o maior no setor de energia solar não só do Piauí, mas sim do Brasil.

A cada etapa das obras serão adicionados mais 300 MW. Gustavo Ribeiro, presidente da Ibtu, afirma que a empresa de energia solar também pretende trabalhar com projetos sociais no Piauí, investindo cerca de R$ 12 milhões. Atualmente a maior planta de energia é a eólica que também está localizada na cidade de Caldeirão Grande.

A previsão é que a última etapa do complexo de energia solar, que promete gerar diversos empregos, seja concluída em 2024. De acordo com Howzembergson de Brito, diretor de energias renováveis da Seminper a empresa está seguindo um cronograma para que o início das obras se torne viável ainda este ano. Com a parceria da Ibtu o estado avança na agenda de atração de grandes investimentos.

Governador do estado se pronuncia

Dias afirma que o uso da energia limpa e sustentável é uma prioridade para o Piauí e a Ibtu é uma empresa que já está presente no setor de energia solar do estado. Com o novo investimento, a empresa dará a oportunidade para o Piauí alcançar um novo marco nessa área.

O governador afirma também que já está trabalhando para obter condições da liberação de licença prévia para esse mês para que a empresa de energia solar consiga realizar as obras ainda em novembro.

Conheça o complexo de energia solar que promete gerar diversos empregos para profissionais do Piauí

A Ibtu, empresa de comercialização de energia renovável que já possui vários parques de energia solar instalados no Piauí, pretende aumentar significativamente a capacidade instalada no estado, implantando mais 613 MW no complexo de energia solar Caldeirão Grande 2, que terá as obras iniciadas no mês de novembro, gerando diversos empregos.

O complexo de energia solar do Piauí, que será construído em três etapas, receberá investimentos de R$ 2,5 bilhões.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.